Fiat Crysler e Peugeot anunciam fusão e criam “supermontadora”

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.

Crédito: Divulgação

A Fiat Crysler e a Peugeot anunciaram, nesta quarta-feira (18), um acordo de fusão que fará nascer a quarta maior montadora de veículos do mundo.

Enquanto a PSA (Peugeot) tem muita força em território europeu, a FCA (Fiat Crysler) é dona de um bom pedaço de mercado nos Estados Unidos. A união fará, literalmente, a força para todos os envolvidos a partir de agora.

Segundo o comunicado divulgado pelas montadoras, a fusão terá sede na Holanda e proporção 50/50.

Auxílio mútuo

A ideia da união surgiu da necessidade de auxílio mútuo para enfrentar os desafios do setor, como a desaceleração global da demanda e a necessidade de desenvolvimento  de carros menos poluentes.

O novo grupo ainda não tem nome definido, mas abrangerá uma série de marcas: Abarth, Fiat, Jeep, Dodge, Lancia, Ram, Chrysler, Alfa Romeo, Maserati, Peugeot, Citroën, DS, Opel e Vauxhall.

O atual executivo-chefe da Peugeot, Carlos Tavares, será o CEO e membro do conselho da companhia e o atual presidente da FCA, John Elkann, será o presidente.

Segundo reportagem publicada no site Poder 360, as envolvidas na fusão garantiram que não há previsão de fechamento de nenhuma fábrica por conta do novo acordo.