FGV: inflação medida pelo IGP-10 recua a 1,33% em janeiro

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) da Fundação Getulio Vargas (FGV) variou 1,33% em janeiro, conforme os dados divulgados nesta sexta-feira (15).

No mês anterior, o índice havia apresentado taxa de 1,97%. Com o resultado, o índice acumula alta de 24,49% em 12 meses. Em janeiro de 2020, o índice subira 1,07% no mês e acumulava elevação de 7,81% em 12 meses.

“Nesta apuração, os três índices componentes do IGP apresentaram recuo em suas taxas. O Preços ao Produtor Amplo( IPA) foi influenciado por alimentos processados (3,47% para 0,66%), o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) por passagens aéreas (36,45% para -27,93%) e o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) por materiais e equipamentos (2,49% para 1,49%)”, afirma André Braz, Coordenador dos Índices de Preços.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a soluções customizadas de acordo com seu perfil

IGP-10: três índices apresentam recuo

Conforme a FGV, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) variou 1,60% em janeiro. No mês anterior, por outro lado, o índice havia registrado taxa de 2,27%. Na análise por estágios de processamento, os preços dos Bens Finais caíram de 2,46% em dezembro para 1,24% em janeiro. A principal contribuição para este resultado partiu do subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de 3,47% para 0,66%.

Além disso, a taxa do grupo Bens Intermediários caiu de 2,66% em dezembro para 1,90% em janeiro. A principal contribuição para este movimento partiu do subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa passou de 2,53% para 0,97%.

O índice do grupo Matérias-Primas Brutas registrou queda de 1,80% em dezembro para 1,64% em janeiro. De acordo com a pesquisa, os destaques para a queda foram de soja em grão (10,45%), milho em grão (-4,77%) e bovinos (-5,55%). Já por outro lado, os destaques positivos foram minério de ferro (20,61%), leite in natura (2,57%) e mandioca (2,92%).

IGP-10: IPC

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou recuo em janeiro, chegando a 0,59%. Em dezembro, o índice havia apresentado taxa de 1,27%. Conforme os dados, quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo nas taxas de variação. O destaque é o grupo Educação, Leitura e Recreação (-2,84%).

Por outro lado, os destaques positivos foram os grupos Saúde e Cuidados Pessoais (0,56%), Vestuário (1,00%) e Habitação (1,41%).

IGP-10: INCC

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) da FGV variou 0,76% em janeiro. No mês anterior a taxa subira 1,12%. Os três grupos componentes do INCC registraram queda na passagem de dezembro para janeiro: Materiais e Equipamentos (1,49%), Serviços (0,35%) e Mão de Obra (0,26%).

Gostaria de ter orientação sobre como investir e onde? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos poderá ajudar em sua jornada.