Fenabrave aponta queda de 16,71% na venda de veículos em fevereiro

Matheus Miranda
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Pixabay

A venda de veículos atingiu 167 mil veículos em fevereiro deste ano, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). No comparativo com o mesmo mês do ano passado, há uma queda de 16,71%. Já na comparação com janeiro, houve uma redução de 2,2%.

No acumulado do ano, a Fenabrave acumula venda de 338,5 mil veículos. Esse volume é 14,12% menor do que o mesmo período do ano anterior, quando foram vendidos 394,4 mil.

Para o Presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, alguns fatores impactaram, negativamente, na oferta e no mercado de veículos, como a falta de componentes para normalizar a produção e o aumento dos casos da Covid-19.

Não Perca! Começa hoje o evento que vai transformar sua visão sobre Fundos de Investimento Imobiliário

“Na indústria, mesmo com os esforços das montadoras, para aumentar a produção, a falta de disponibilidade de peças e componentes ainda persiste. Isso faz com que algumas fábricas tivessem de paralisar, temporariamente, a produção em fevereiro, afetando, de forma importante, a oferta de produtos”, comenta Assumpção Júnior.

Ele acrescenta que, além dos fatores citados, o aumento dos casos provocou o retrocesso da abertura do comércio em várias cidades. Fator que também contribuiu para a queda de vendas do mês de fevereiro.

Fenabrave

Reprodução/Fenabrave

Fenabrave: queda de veículos leves

Considerando apenas automóveis leves, foram comercializadas 128 mil unidades, sendo 22,42% menor que em fevereiro de 2020. Se comparado com janeiro, houve uma variação negativa de 2,06%. Nos dois primeiros meses de 2021, foram vendidas 258,8 mil unidades. Esse dado é 19% menor do que nos dois primeiros meses de 2020, quando foram comercializados 319,6 mil carros.

Sobre as motos, também foram verificadas reduções: em fevereiro foram vendidas 57,4 mil motos contra 79,8 mil em fevereiro de 2020, o que dá uma queda de 28,07%. Com relação a janeiro, houve uma queda de 33,10%, já que naquele mês, foram vendidas 85,8 mil motos. No acumulado do ano, foram vendidas 143,2 mil contra 171,5 mil, representando uma redução de 16,48%.

A venda de caminhões em fevereiro atingiu 7,7 mil unidades ante 6,5 mil em fevereiro do ano passado. Ao contrário de veículos como um todo, houve um aumento de 18,46%. No acumulado do ano também ocorreu aumento: 9,37%. Foram comercializados no período, 14,9 mil neste ano contra 13,6 mil do ano passado.

No começo do ano, a entidade já havia registrado uma redução nos emplacamentos. Esse número é 30% menor do que o mesmo período do ano anterior.