Fed: Livro Bege aponta taxa de crescimento modesta a moderada

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

O Federal Reserve divulgou, nesta quarta (20), o Livro Bege, documento que analisa a economia das diversas regiões do país e é assinado pelos dirigentes da instituição.

O texto pontua análises e observações sobre indicadores como desemprego, inflação, consumo e atividade industrial.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

No documento desta quarta, o Fed ressalta que a atividade econômica cresceu de uma taxa modesta a moderada, mas diversos distritos notaram desaceleração do crescimento.

Segundo o comunicado, gargalos na cadeia de produção, escassez no emprego e variante delta seguraram o crescimento.

Já o emprego cresceu em ritmo modesto a moderado nas últimas semanas. A demanda por trabalhadores é alta, mas há baixa oferta.

Por outro lado, a maioria dos distritos registrou melhora do consumo, menos para carros.

Preços

A maioria dos distritos relatou preços significativamente elevados, alimentados pela crescente demanda por bens e matérias-primas.

Relatórios de aumentos de custos de insumos foram disseminados em todos os setores da indústria, impulsionados pela escassez de produtos resultante de gargalos na cadeia de suprimentos.

As pressões sobre os preços também surgiram do aumento dos transportes e das restrições de mão-de-obra, bem como da escassez de commodities.

Os preços do aço, componentes eletrônicos e custos de frete aumentaram acentuadamente neste período.

As expectativas de crescimento futuro dos preços variaram, com alguns esperando que o preço permaneça alto ou aumente ainda mais, enquanto outros esperam que os preços moderem nos próximos 12 meses.