ADRs fecham no vermelho em dia de feriado no Brasil

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

Foto: Reprodução/Pixabay

Em dia de feriado de Corpus Christi e bolsa fechada, a solução foi acompanhar os recibos de ações brasileiras (ADRs) negociados em Nova York, que fecharam em baixa nesta quinta-feira (3).

O principal fundo de índice (ETF) brasileiro negociado em Nova York, o EWZ, fechou em queda de 0,99%.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Os ADRs seguiram o desempenho das bolsas americanas em meio à cautela dos mercados antes do Relatório de Emprego dos EUA que será divulgado amanhã (4).

Entre os principais ADRs brasileiros, os recibos da Petrobras recuaram 0,18%, cotados a US$ 11,28.

Já os ADRs da mineradora Vale caíram 1,15%, negociados a US$ 22,41.

Com relação aos bancos, o Itaú registrou baixa de 0,16% a US$ 6,13 e o do Bradesco se caiu 1,21%, cotado a US$ 5,41.

Pedidos de seguro-desemprego nos EUA recuam

Na semana finalizada em 29 de maio, os novos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos ficaram em 385 mil, redução de 20 mil em relação a semana anterior.

Este resultado é o nível mais baixo para solicitações iniciais desde março do ano passado, quando era 256 mil.

O setor privado dos Estados Unidos criou 978 mil empregos no mês passado, conforme pesquisa com ajustes sazonais da ADP.

O resultado veio acima da expectativa de analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam criação de 680 mil empregos em maio.

Destaques no Exterior

O Índice dos Gerentes de Compras (PMI na sigla em inglês) de serviços da zona do euro ficou em 55,2 pontos em maio, ante 50,5 do mês anterior.

Isso representa o maior nível em pouco menos de três anos, informou a IHS Markit nesta quinta-feira (3).

O avanço acima de 50 mostra que a atividade no bloco se expandiu em ritmo mais forte no último mês. O número final também ficou um pouco acima da leitura prévia de maio, de 55,1.

E na China, o PMI do setor de serviços foi de 55,1 pontos em maio, ante 56,3 de abril. Os dados são do instituto Caixin, em parceria com a IHS Markit.

Apesar da queda, o resultado representa o 13º mês consecutivo que o indicador fica acima da marca de 50. Ou seja, denota expansão na atividade.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

Mercados Nova York

  • S&P: -0,61%
  • Nasdaq: -0,88%
  • Dow Jones: -0,61%

Mercados Europa

  • DAX, Alemanha: +0,2%
  • CAC, França: -0,2%
  • FTSE MIB, Itália: -0,6%
  • Stoxx 600: -0,02%

Mercados Ásia

  • Nikkei, Japão: +0,39%
  • Xangai, China: -0,36%
  • HSI, Hong Kong: -1,13%
  • Kospi, Coreia: +0,72%

Petróleo

  • Brent (julho 2021): US$ 71,33 (-0,03%)
  • WTI (julho 2021): US$ 68,86 (+0,04%)

Ouro

  • Ouro futuro (junho 2021): US$ 1.895,15 (-0,76%)

Minério de ferro

  • Bolsa de Dalian: US$ 186,85 (+1,88%)