Faltam cinco dias para finalizar o prazo de aplicação do PGBL na redução do IR

Suelen de Paula
Jornalista e escritora. Apaixonada por livros, filmes, cultura, e, surpreendemente, maravilhada pelo mundo do agronegócio também.
1

Crédito: Foto: Pixabay/Shutterbug75

Para aqueles que desejam usar o PGBL na redução do imposto de renda, devem se atentar aos prazos estabelecidos pela Receita Federal. As aplicações em fundos de previdência privada devem ser realizadas, no máximo, até o dia 30 de dezembro. Contando os fins de semana e os feriados, faltam apenas cinco dias úteis para esse tempo acabar.

As aplicações do tipo PGBL feitas em 2019 podem reduzir até 12% dos rendimentos tributáveis. Conforme mostra reportagem da Valor Investe, a redução pode ser realizada na declaração do imposto de renda do próximo ano, que será até o mês de abril em 2020.

A reportagem ainda mostra o seguinte exemplo. Se uma pessoa obteve uma renda total de R$ 100 mil durante o ano, mas tenha aportado R$ 12 mil em previdência, talvez possa reduzir a base de cálculo para R$ 88 mil e, com isso, pagar menos ao Fisco.

O que pode ser considerado como PGBL?

Algumas pessoas ainda desconhecem ou possuem muitas dúvidas do que pode se encaixar como Plano Gerador de Benefícios Livres (PGBL). Portanto, com a finalidade de esclarecer a essas dúvidas, a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), possui um espaço em seu portal para tirar essas dúvidas. Sendo assim, os principais planos que entram na categoria são: seguros de pessoas e de previdência complementar aberta. Ou seja, após um período de acumulação de recursos, podem proporcionar aos investidores, uma renda mensal. Nesse caso, podem ser uma renda vitalícia ou por um período determinado, de pagamento único.

E como declarar o PGBL?

Além de se atentar ao prazo, que possui apenas cinco dias úteis, algumas medidas devem ser tomadas. Para aquele que se encaixa nos critérios da Receita Federal, podem fazer a sua declaração diretamente pela internet no site da Receita: http://receita.economia.gov.br/.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Fonte: com informações da Receita Federal e Valor Investe.