Facebook (FBOK34) tem lucro líquido de US$ 7,85 bilhões no 3T20

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Thomas Ulrich/Pixabay

O Facebook (FBOK34) divulgou os resultados do terceiro trimestre de 2020 nesta quinta-feira (29), com lucro líquido de US$ 7,846 bilhões, ante US$ 6,091 bilhões do mesmo trimestre de 2019, um acréscimo de 29%.

Isso representa US$ 2,71 por ação, o que é 41,89% maior do que o previsto pelo mercado.

O balanço do Facebook surpreendeu as previsões em qualquer linha que se queira ver.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

Entretanto, as ações da empresa caíram mais de 2% nesta quinta-feira, depois que a empresa relatou uma redução no número de usuários nos EUA e Canadá.

Nos dois países, a base caiu para 196 milhões de usuários ativos diários, em comparação com os 198 milhões um trimestre antes.

Para o quarto trimestre, a expectativa é que a base de usuários nos EUA e Canadá permaneça estável ou diminua. Mas isso depende basicamente do avanço da Covid-19, que tem sido forte.

Anúncios: o coração do Facebook

A base da receita do Facebook são anúncios.

Nesse sentido, a empresa saiu de US$ 17,383 bilhões no terceiro trimestre de 2019 para US$ 21,221 bilhões em 2020.

Ou seja, é uma evolução de 22%.

Isso se dá basicamente por conta da pandemia, com as pessoas mais tempo em casa e podendo acessar o Facebook.

Vale lembrar que muitas empresas bloqueiam o acesso a redes sociais durante o período de trabalho.

Resultados

Usuários ativos diários do Facebook foram de 1,82 bilhões em média em setembro de 2020.

Isso representa um aumento de 12% na comparação anual.

Já os usuários ativos mensais eram 2,74 bilhões em 30 de setembro de 2020, um aumento de 12%, também na comparação anual.

As despesas de capital, incluindo pagamentos financeiros, foram de US$ 3,88 bilhões no terceiro trimestre de 2020.

Caixa e títulos negociáveis eram de US$ 55,62 bilhões em 30 de setembro de 2020.


Divulgação: Facebook

Facebook daqui para frente

Como esperado, no terceiro trimestre de 2020, o número de usuário nos EUA e Canadá diminuíram ligeiramente em relação aos níveis do segundo trimestre de 2020, que foram elevados devido à pandemia Covid-19.

“Esperamos o 4T20 com taxa de crescimento de anúncios maior do que a do 3T20”, diz a empresa em seu comunicado.

O Facebook tem, normalmente, uma forte demanda de anunciantes durante a temporada de férias no hemisfério norte.

“Olhando para 2021, continuamos enfrentando uma quantidade significativa de incertezas”, pondera a empresa.

“Acreditamos que a pandemia tenha contribuído para aceleração na mudança do comércio offline para o online e tivemos uma demanda crescente por publicidade como resultado dessa aceleração”, diz.

E lembra que, “considerando que o comércio online é o nosso maior vertical de anúncios, uma mudança nessa tendência poderia servir como um obstáculo para o crescimento da receita de anúncios em 2021”.

BDRs

As BDRs do Facebook caíram 86,12% desde o começo do ano.

Mas o recorte piora se for analisado apenas o mês de outubro: queda de 92,25%.

É preciso ressaltar que no dia 22 de outubro, houve uma depreciação de 92,86%, quando o BDR foi desmembrado.

Entretanto, no terceiro trimestre, com um recorte mais real, houve uma alta de 20,46%.

Se você quer investir no mercado de renda variável preencha o formulário abaixo que um assessor daEQI Investimentos vai entrar em contato.