EzTec (EZTC3) paga dividendos; BrasilAgro (AGRO3) e Viver (VIVR3) aumentam capital

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Divulgação / EZTec

A EzTec (EZTC3) anunciou o pagamento de dividendos relativos ao exercício encerrado em 31 de dezembro de 2020 no montante de R$ 96.237.814,99.

Esse montante corresponde a R$ 0,423955132 por ação ordinária. Os dividendos, aprovados na Assembleia Geral Ordinária, serão pagos aos acionistas em 21 de maio de 2021, com base na posição acionária de 29 de abril de 2021 e na quantidade total de ações com direito a dividendos detidas pelos acionistas nessa data.

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

Desde 30 de abril de 2021 (inclusive), as ações passaram a ser negociadas ex-dividendos.

BrasilAgro (AGRO3) aumenta capital

A BrasilAgro (AGRO3) aprovou aumento de capital no valor de R$ 113.303.939,52, com a emissão de 5.131.519 ações ordinárias, nominativas e sem valor nominal, ao preço de de R$ 22,08 cada. As ações foram totalmente subscritas pela Cape Town.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

Dessa forma, o capital social da companhia passará de R$ 1.139.810.576,79 dividido em 82.104.301 ações ordinárias, nominativas e sem valor nominal para R$1.253.114.516,31, dividido em 87.235.820 ações ordinárias.

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

A companhia aprovou ainda aumento de capital social no valor de R$ 334.870.084,40, mediante a emissão de 15.141.188 ações ordinárias, nominativas e sem valor nominal, ao preço de R$ 22,1165 por ação, subscritas por Cresud e Turismo Investment (atual denominação da Agro Investment).

Desta forma, o capital social da companhia passará de R$ 1.253.114.516,31, dividido em 87.235.820 ações ordinárias, para R$ 1.587.984.600,71, dividido em 102.377.008 ações ordinárias.

Viver (VIVR3) aprova aumento de capital

A Viver (VIVR3) comunica que o Conselho de Administração aprovou aumento de capital no montante de até R$ 49.866.067,65  com a emissão de até 33.922.495 novas ações ordinárias, todas nominativas e sem valor nominal, ao preço de emissão de R$ 1,47.

De acordo com a companhia, o aumento de capital “visa dar continuidade ao cumprimento das disposições do Plano de Recuperação Judicial do Projeto Residencial Marine Home Resort SPE 66, além de reforçar a estrutura de capital e o balanço”.

Valid (VLID3) paga juros de debêntures

A Valid (VLID3) informa aos detentores das debêntures da 7ª emissão, de 24 de maio de 2018, que realizou o pagamento de juros no valor total de R$ 83,09917500 por debênture.

O pagamento de principal, no total de R$ 2.500,00000000 por debênture, totaliza R$ 92.991.570,30, distribuídos da seguinte forma:

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.

  • Quantidade de Debêntures emitidas: 36.000
  • 6ª parcela de juros: R$ 83,09917500 por debênture; total pago de juros: R$ 2.991.570,30
  • 2ª parcela de principal: R$ 2.500,00000000 por debênture. Total pago de principal: R$ 90.000.000,00.
  • Segundo a companhia, o valor líquido das retenções de impostos será creditado no dia 18 de maio de 2021, nas contas correntes indicadas pelos debenturistas.