Exportação de carne suína ultrapassa marca de 100 mil toneladas pela 1ª vez, diz ABPA

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução/iStock Photos

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) divulgou na sexta-feira os mais recentes números de exportações de carne suína no Brasil.

De acordo com a entidade, o mês de maio foi de recorde para o setor, que ultrapassou a marca de 100 mil toneladas exportadas do produto pela primeira vez na História.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

No total, foram 102,4 mil toneladas de carne suína enviadas para fora do País. O número superou em 52,2% o volume embarcado no mesmo período do ano passado, quando foram exportadas 67,2 mil toneladas.

“Ultrapassamos pela primeira vez o patamar de 100 mil toneladas e de US$ 200 milhões em um único mês.  Apesar de extremamente positivo, era um comportamento esperado pelo setor para este ano, mesmo com o enfrentamento da pandemia”, explicou Francisco Turra, presidente da ABPA.

“Ao mesmo tempo em que o setor mantém o abastecimento interno e traz divisas para o país neste momento de forte crise, as vendas para o mercado internacional contribuem para reduzir a elevação dos custos produtivos”, complementou.

Quando somados os primeiros cinco meses de 2020, o total em exportações chegou a 383,2 mil toneladas, volume 34% acima do efetivado entre janeiro e maio de 2019, com 285,9 mil toneladas.

Receitas

escalada do dólar

Conforme frisado pelo executivo da ABPA, as receitas também alcançaram valores consideravelmente altos em relação ao mesmo mês de 2019. As vendas somaram US$ 227,9 milhões, 58,4% acima de maio do ano passado, quando chegaram a US$ 143,8 milhões.

Os benefícios de se ter um assessor de investimentos

Entre janeiro e maio de 2020, o saldo em receita foi 54,8% maior, com US$ 878,3 milhões contra US$ 567,5 milhões dos primeiros cinco meses do ano em 2019.

Carne de frango

tarifas para frango

Os números da carne de frango não foram tão expressivos quanto os da carne suína, mas também fecharam maio em alta.

De acordo com a ABPA, as exportações totais de carne de frango (incluindo in natura e processados) alcançaram 399,4 mil toneladas em maio, resultado que superou em 4,5% o saldo dos embarques efetivados no mesmo período de 2019, com 382,2 mil toneladas.

Somados os primeiros cinco meses de 2020, o volume exportado chegou a 1,764 milhão de toneladas, número 4,9% acima do efetivado entre janeiro e maio de 2019, com 1,681 milhão.

Já as receitas sofreram uma pequena retração, tanto em maio quanto no acumulado do ano, de acordo com a ABPA.

A soma de maio foi de  US$ 546,3 milhões, número 17,3% menor que o resultado registrado no mesmo mês do ano passado, com US$ 660,7 milhões.

Nos cinco primeiros meses do ano, chegou a US$ 2,697 bilhões, número 3,7% menor em relação ao desempenho registrado no mesmo período comparativo, com US$ 2,802 bilhões.

Planilha de ações: baixe e faça sua análise para investir