Ex-senador Luiz Otávio Campos é preso pela Polícia Federal por suspeita de caixa 2

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.

Crédito: Agência Senado

O ex-senador Luiz Otávio Campos foi preso pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (9) por suspeita de caixa 2 nas eleições para o governo do Estado, em 2014.

A irregularidade teria sido cometida na campanha que levou Helder Barbalho (MDB) ao governo, mas, segundo informações do G1, ele não está entre os alvos da operação.

Luiz Otávio Campos teria intermediado aproximadamente R$ 1,5 milhão da empreiteira Odebrecht para ajudar na campanha de Helder Barbalho, há cinco anos.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

Senador pelo extinto PMDB entre 1998 e 2006, Campos já foi alvo de operação similar da Polícia Federal há três anos, suspeito de ter recebido propina no processo da construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

A reportagem do G1 informou ainda que segue tentando cumprir mandado de prisão contra outro investigado, no Tocantins, e 6 mandados de busca (3 no Pará, 1 no Tocantins e 2 no Distrito Federal).