Even (EVEN3) vende empreendimentos imobiliários no Rio por R$ 237,6 mi

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Even (EVEN3) regista lucro líquido de R$ 26,820 milhões no 2TRI20

A Even (EVEN3) concluiu a venda Viedma RJ, sociedades de propósito específico (SPE) desenvolvedoras de oito empreendimentos imobiliários na capital do Rio de Janeiro.

O valor da transação foi de R$ 237,6 milhões, em operação com a Estoque Residencial e Comercial Rio de Janeiro Fundo de Investimento Imobiliário.

“Do preço de venda a ser pago pelo FII à companhia é composto por uma parcela fixa de R$ 237,6 milhões, R$ 225,72 milhões (95% do preço fixo) foram recebidos nesta segunda e R$ 11,88 milhões (5% do preço fixo) serão recebidos após registro na Junta Comercial da reorganização societária”, especifica a Even.

Conquiste sua Independência Financeira. Conheça os 4 Pilares para Investir

Outra parcela de R$ 237,6 milhões, condicional e contingente ao retorno desse mesmo montante aos cotistas, terá adição da variação do IPCA e taxa de rentabilidade, indica a Even.

“A companhia informa, ainda, que o FII, a Viedma RJ e as SPEs contrataram a Even para prestação de serviços de consultoria”, diz o comunicado.

“A Even esclarece que, em função da operação de venda da Viedma ao FII, reconhecerá uma perda em suas demonstrações financeiras no valor aproximado de R$ 109 milhões”, acrescenta.

Além disso, a companhia informa que irá buscar potenciais compradores para  dois terrenos na região do Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio, “com potencial de desenvolvimento de aproximadamente 700 unidades habitacionais.”

Caso a administração consiga alienar esses terrenos, espera-se uma potencial perda contábil, cujo valor estimado é de R$ 60 milhões.

Omega Geração (OMGE3): aquisição de turbinas eólicas na BA

A Omega Geração (OMGE3) fechou acordo para aquisição de turbinas eólicas para complexo Assuruá, na Bahia.

“A Omega celebrou acordo com um dos líderes globais em tecnologia eólica para a aquisição de turbinas que perfazem 212 MW de capacidade potencial, em Assuruá 4, além de opção para compra de mais 220 MW, em Assuruá 5”, lembra a empresa, sem especificar a companhia.

A compra, diz ainda a Omega, viabilizará dois novos complexos a serem instalados no interior da Bahia.

“Os dois projetos são expansões de nossos ativos operacionais Assuruá 1, 2 e 3, nos municípios de Xique-Xique e Gentio de Ouro, e fornecerão energia via contratos bilaterais junto a consumidores de alta qualidade de crédito no mercado livre”, explica a empresa.

A previsão é de que as obras comecem no início de 2021 e as operações, durante 2022.

A eventual transferência dos ativos ocorrerá em 2023.

LEIA MAIS

Melhor investimento: onde investir em 2021

Fundos Imobiliários: o que esperar para 2021? Veja as perspectivas

RDOR3, FLRY3, RADL3. Vale a pena investir no setor de saúde? Confira

24 livros para inspirar investidores e empreendedores

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.