Even (EVEN3): controlada Melnick (MELK3) capta R$ 713,58 mi em IPO

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Divulgação

A Melnick (MELK3), subsidiária da Even (EVEN3), levantou R$ 713,58 milhões em sua oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês), conforme fato relevante publicado nesta quinta-feira (25).

Segundo o documento, na tranche primária foram captados R$ 620,5 milhões, mediante a emissão de 73 milhões de novas ações.

Já com a venda do lote adicional movimentou R$ 93,1 milhões.

Simule o rendimento de investimentos em Renda Fixa

A fixação do preço por ação foi no valor de R$ 8,50, no piso da faixa indicativa de preço (R$ 8,50 a R$ 12,50).

Conforme a Melnick, os recursos serão direcionados para comprar terrenos, reforçar o caixa e ampliar sua atuação no segmento imobiliário.

Melnick

Em dezembro de 1970, o engenheiro civil gaúcho Milton Melnick fundou com o amigo Péricles Correa a Melco. Eles aproveitaram o boom imobiliário residencial da década de 1970 e fizeram crescer a empresa.

Confira principais Ações para investir em Outubro

A parceria durou até 1990, quando Milton Melnick decidiu criar uma nova empresa. Naquela época os dois filhos, Juliano e Leandro, ainda na faculdade, começavam aos poucos a se integrar aos negócios da empresa. Juntos, os três criaram a Melnick em 1992.

Em 2008, a empresa associou-se à Even quando o CEO da empresa era Carlos Eduardo Terepins. Hoje, a Melnick Even é o braço no Rio Grande do Sul da construtora Even, que foi fundada a partir da união da Terepins e Kalil Engenharia e a ABC.

Mas aos poucos, Carlos Terepins foi reduzindo sua participação na Even. Depois do IPO em 2007, ficou com uma fatia de 7% da empresa. Nos anos seguintes, Leandro Mel­nick e Rodrigo Arruy, gestor da fortuna da família Grendene, começaram a se tornar acionistas relevantes da companhia. Chegaram a deter 15% das ações e começaram a pressionar pela saída de Terepins.

Hoje, Juliano é CEO da Melnick e Leandro é CEO da Even.

A Melnick Even tornou-se uma das maiores construtoras e incorporadoras do Rio Grande do Sul e também do Brasil. Hoje, tem negócios não só no Estado gaúcho, mas também em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas.

O foco da empresa ao longo dos anos foram os empreendimentos de alto padrão. Porém, desde 2014, a construtora explora também o segmento de baixa renda.