EV/Ebit ajuda a avaliar se preço da ação está atrativo; aprenda a utilizar

Natalia Gómez
Editora, é jornalista especializada no mercado de investimentos há 17 anos. Formada pela PUC-SP, teve experiências em veículos como Agência Estado, Valor Econômico e Revista Você SA; e na área de comunicação corporativa e relações públicas para instituições financeiras.

Existem alguns indicadores que podem te ajudar a descobrir se uma ação está cara ou barata. Um deles é o EV/Ebit.

Este múltiplo compara o valor da empresa (enterprise value, em inglês, ou EV) com o lucro antes de impostos e taxas (Ebit). 

Confira o que é esta métrica e como ela é calculada:

Como é calculado o EV/Ebit

O EV/Ebit é a divisão do EV pelo Ebit da companhia. 

EV/Ebit = Enterprise Value/Ebit

ou 

EV/Ebit = Valor de mercado + dívida líquida /Lucro antes de juros e impostos

Agora, você vai entender o que são estes dados.

O que é Ebit?

Primeiramente, é importante explicar o que é Ebit. 

Ebit é uma sigla em inglês que significa earnings before interest and taxes, ou seja, lucro antes de juros e impostos sobre a Renda.

No entanto, no Brasil, este indicador também conhecido como LAJIR. 

Em outras palavras, o Ebit mostra quanto a empresa teve de lucro se só considerar as operações realizadas pela sua atividade fim. 

Ou seja, o indicador não considera despesas ou receitas financeiras nem os gastos com impostos.

Como calcular o EV

Agora que você já sabe o que é o Ebit, precisa compreender como chegar ao valor da empresa (EV) para poder fazer a conta do EV/Ebit.

O EV é a somatória do valor de mercado das ações de uma companhia com a dívida líquida da empresa. 

EV = VALOR DE MERCADO + DÍVIDA LÍQUIDA

Para obter o valor mercado, basta multiplicar o número de ações emitidas pela empresa pelo preço da ação.

VALOR DE MERCADO = PREÇO DA AÇÃO x NÚMERO TOTAL DE AÇÕES

Se você não entendeu por que a dívida líquida faz parte do valor da empresa, basta pensar neste exemplo. Imagine que você vai comprar uma empresa.

Além de pagar por todas as ações que ela emitiu, você deve pagar também a dívida que ela tem com seus credores. Por isso a dívida faz parte do EV.

Um exemplo

Confira este exemplo dado pelo Corporate Finance Institute sobre como a métrica EV/Ebit pode ser utilizada:

“A Empresa A vai abrir capital e os analistas precisam determinar o preço da ação. Há cinco companhias similares que operam no mesmo setor: as empresas C,B,D,E e F. A relação EV/Ebit das companhias é 11,3 vezes, 8,3 vezes, 7,1 vezes, 6,8 vezes e 10,2 vezes, respectivamente. Ou seja, a média do EV/Ebit é de 8,7 vezes. Um analista financeiro aplicaria o múltiplo 8,7 vezes para o Ebit da companhia A para descobrir seu EV, e consequentemente seu equity value e o preço da ação.”

Como interpretar

Um índice elevado indica que a ação da empresa está sendo bem avaliada pelo mercado. Neste caso, isso pode significar que a ação pode passar por um ajuste. 

Ao mesmo tempo, um EV/Ebit baixo sinaliza que a ação está sendo subavaliada, o que mostra um potencial de alta. Por isso, um indicador baixo mostraria que a ação está mais atrativa.

Vale lembrar que nenhum indicador deve ser usado de forma isolada para avaliar uma empresa.