EUA: vendas no varejo avançam com força em março; produção industrial também sobe

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Freepik

As vendas no varejo dos Estados Unidos tiveram forte recuperação em março. Subiram 9,8%, resultado superior aos 5,9% da projeção e ao recuo de 2,7% de fevereiro.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (15) pelo Departamento do Comércio.

A alta vem como consequência da entrega dos cheques de US$ 1,4 mil do pacote de auxílio à pandemia de Joe Biden. E também da bem-sucedida campanha de vacinação no país, que permitiu a reabertura do comércio.

O núcleo das vendas no varejo, que exclui automóveis, gasolina, materiais de construção e serviços de alimentos, subiu 6,9% em março, depois de uma queda revisada de 3,4% em fevereiro.

vendas no varejo

Reprodução/Departamento do Comércio

Produção industrial

Outro dado divulgado hoje, de produção industrial, pelo Federal Reserve (Fed), aponta alta de 1,4% em março, ante recuo de 2,6% em fevereiro. Ainda assim, o resultado veio abaixo da projeção de 2,8%.

Na comparação com março do ano passado, há avanço de 1,02%.