EUA têm 3 mi de pedidos de seguro-desemprego em uma semana

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Unsplash

Os pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos dispararam na última semana. Chegaram a 3,283 milhões de pedidos, diante de 282 mil registrados no último dia 19 de março.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (26), pelo Departamento de Trabalho dos Estados Unidos. E vieram bem acima da expectativa do mercado, que era de 1,650 milhão de novos pedidos.

Os valores da última semana foram corrigidos em 1 mil pedidos – anteriormente, havia sido divulgado 281 mil pedidos.

O aumento de 3,01 milhões de pedidos de uma semana para outra é o nível mais alto de solicitações de auxílio já registrado desde a criação do índice.

A máxima anterior havia sido registrada em outubro de 1982, quando atingiu 695 mil novos pedidos de seguro-desemprego.

O relatório do Departamento do Trabalho enfatiza que o aumento extraordinário nos pedidos de auxílio-desemprego são decorrentes exclusivamente dos impactos do coronavírus.

Os Estados pesquisados citaram aumento da procura decorrente do fechamento de vagas nas indústrias de serviços, especialmente os relacionados a hotelaria e alimentação. Assistência médica e social, artes, entretenimento e recreação também são setores fortemente impactados.

“Esta é uma situação única. As pessoas precisam entender que essa não é uma recessão típica”, afirmou o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, na manhã de hoje, ao canal de televisão NBC.

Desde o início do ano, os pedidos de seguro-desemprego estavam se mantendo dentro de uma faixa de 200 a 220 mil novas solicitações semanais. Apenas na última semana houve um aumento mais elevado. Confira na tabela abaixo como o indicador tem se comportado ao longo do tempo.

seguro-desemprego