EUA registra quase um milhão de infectados pelo coronavírus

Marcelo Hailer Sanchez
Jornalista, Doutor em Ciências Sociais (PUC-SP) e Mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP). Pesquisador em Inanna (NIP-PUC-SP). Trabalhei nas redações do Mix Brasil, Revista Junior, Revista A Capa e Revista Fórum. Também tenho trabalhos publicados no Observatório da Imprensa e revista Caros Amigos. Sou co-autor do livro "O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente" (AnnaBlume).
1

Foto: Como 10 milhões de americanos desempregados mexem com Brasil

De acordo com a Universidade Johns Hopkins, os EUA têm, neste momento, 988 mil casos confirmados de coronavírus e 56.255 mortes decorrentes da Covid-19.

Apesar do alto número de infectados nos EUA, os pesquisadores da Johns Hopkins afirmam que a curva está perto de ser achatada. Isso, porque o número de infectados diário tem diminuídos diariamente.

Reabertura do comércio

Alguns estados americanos têm apresentado planos de reabertura do comércio. O prefeito de Miami, Francis Suarez, anunciou um roteiro para reabrir a cidade por etapas. O prefeito, porém, ainda não disse uma data específica.

O governador da Flórida, Ron DeSantis, afirmou à CNN que não há uma data para o fim da política de quarentena, mas, afirmou que o seu governo já estuda planos para tal. “Vamos fazer tudo de maneira inteligente. Estou menos preocupado com a data e mais preocupado em acertar”, disse o governador.

Os estados da Geórgia, Texas, Michigan, Havaí e Alasca já deram a início a reabertura do comércio e afrouxamento da quarentena. O governo da Geórgia autorizou a reabertura de restaurantes e na sexta-feira (1), a maioria dos condados poderão reabrir restaurantes, lojas e academia. Porém, terão que diminuir o fluxo de pessoas em 50%.

Nova York

Por sua vez, o estado de Nova York vai manter a política de isolamento total. De acordo com o governador do estado, Andrew Cuomo, disse que a previsão do início da reabertura e fim da quarentena é dia 15 de maio, mas, apenas as localidades que tiveram declínio de infecções por 14 dias seguidos. Manufatura, construção e empresas de baixo risco de contaminação serão os primeiros setores a serem reabertos, informa a CNN.

Cabe lembrar, que o estado de Nova York é o epicentro do coronavírus nos Estados Unidos.