Estados Unidos devem formalizar hoje apoio ao Brasil na OCDE

Marcelo Hailer Sanchez
Jornalista, Doutor em Ciências Sociais (PUC-SP) e Mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP). Pesquisador em Inanna (NIP-PUC-SP). Trabalhei nas redações do Mix Brasil, Revista Junior, Revista A Capa e Revista Fórum. Também tenho trabalhos publicados no Observatório da Imprensa e revista Caros Amigos. Sou co-autor do livro "O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente" (AnnaBlume).
1

Crédito: Reprodução Kevin Lamarque/Reuters

O governo do presidente Donald Trump deve formalizar, nesta quarta-feira (15), durante reunião do Conselho da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em Paris, pedido de prioridade para que o Brasil se torne membro na OCDE.

A decisão foi divulgada por meio de uma nota da embaixada dos EUA, em Brasília.

No documento, o Departamento de Estado americano declara que “os EUA querem que o Brasil seja o próximo país a começar o processo de adesão para a OCDE”.

O comunicado também afirma que, a formalização do apoio dos EUA ao Brasil “é uma evolução natural do nosso compromisso assumido pelo Secretário de Estado e pelo presidente Trump em 2019”.

A oficialização do apoio do governo dos EUA ao Brasil na OCDE é uma vitória para o governo Bolsonaro, que pleiteava tal apoio desde o ano passado.