EUA deve assumir controle da Nokia e Ericsson para combater Huawei

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução/Facebook

Segundo informações da Agence France-Presse, o procurador-geral dos EUA, Bill Barr afirmou que o país norte-americano e seus aliados devem assumir o controle da Nokia, Ericsson ou ambas para combater a Huawei. 

A Huawei é uma gigante chinesa de telecomunicações no mercado 5G, Bill comentou mais sobre o assunto: “Existem apenas duas empresas que podem competir com a Huawei no momento: Nokia e Ericsson. A principal preocupação sobre esses fornecedores é que eles não têm a escala da Huawei. Nem o apoio de um país poderoso com um grande mercado incorporado como a China”.

Bill fez o comentário durante a conferência sobre ameaças à segurança da China. No Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais em Washington. O procurador-geral destacou que já há propostas para os EUA se alinharem a Ericsson ou a Nokia.  

BDRs. Alternativas para investir no exterior diretamente da bolsa brasileira

As propostas envolvem questões da propriedade americana de participação controladora. Diretamente ou por meio de um consórcio entre empresas privadas americanas e aliadas.  Segundo Barr, colocar o investimento financeiro entre as empresas deixaria o concorrente mais “formidável”. Além de, eliminar preocupação sobre seu poder de permanência.

Para o procurador-geral, a Huawei é uma ameaça profunda. E que se não for contestada dará a Pequim,  poder sobre a indústria e segurança dos EUA e Ocidente. “Se a China estabelecer domínio exclusivo sobre o 5G, será capaz de dominar as oportunidades decorrentes de uma variedade impressionante de tecnologias emergentes, que serão dependentes e entrelaçadas com a plataforma 5G”, destacou Barr segundo as informações da AFP.