Etanol: Conselho dos EUA vê volta ao normal da produção global em 2022

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Canal Rural

A crise causada pela pandemia de Covid-19 fez despencar a produção global de etanol, que deve fechar 2020 com uma queda de 20%.

De acordo com Brian D. Healy, diretor de desenvolvimento de mercado global de etanol do Conselho de Grãos dos EUA, a retomada dos níveis pré-pandemia só deve acontecer em 2022.

Segundo o especialista, aproximadamente 23 bilhões de litros do combustível foram perdidos neste ano, reflexo do fechamento de mais de 250 usinas em todo o mundo.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

Produção de etanol acelera nos EUA

Durante sua participação na conferência virtual Platts APPEC 2020, registrada em texto pela Agência Reuters, Healy revelou que a produção do combustível nos EUA, no entanto, já deu sinais de recuperação.

Segundo ele, os números atuais estão somente 10% abaixo do nível registrado em 16 de agosto de 2019.

O diretor do Conselho de Grãos dos EUA comentou também que, depois de 2020, a implementação de políticas continuará sendo um fator chave para a demanda pelo produto.

Segundo Healy, alguns mercados que anunciaram expansões significativas em suas políticas de uso do combustível nos últimos dois anos começaram com atraso a implementação dos programas.

Leia também: Metade das empresas que fizeram IPO em 2020 está em queda