Estoques recuam e preço do barril de petróleo sobe

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Os estoques de petróleo bruto nos Estados Unidos recuaram na última semana. Foram de 15,022 milhões registrados na semana passada para 8,991 milhões de barris. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, pela Energy Information Administration.

A expectativa do mercado era por um aumento de 10,619 milhões de barris.

Cotação do petróleo sobe

Com o recuo nos estoques, os preços dos barris seguem em recuperação, depois de quedas históricas registradas na semana anterior.

O petróleo Brent registra hoje alta de mais de 8% (acima de US$ 24 o barril).

E o WTI, dos EUA (contratos com vencimento em junho), tem alta de mais de 33%, sendo negociado a mais de US$ 16.

Quedas recentes de mais de 100%

A demanda em queda, assim como a baixa capacidade de armazenamento, fez com o que o petróleo tipo WTI alcançasse valores negativos.

No início do mês, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep+) mais Rússia e outros produtores decidiram reduzir a produção em quase 10 milhões ao dia, a fim de segurar o preço da commodity. Novos cortes são aguardados.