Estados já constatam forte queda na receita de ICMS

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Pixabay

Segundo divulgado pelo jornal Valor Econômico, as projeções para a arrecadação de abril, referente às atividades de março, são de queda de 19% a 32%.

Ao mesmo tempo, as projeções apontam altas na inadimplência, passando de taxas entre 4% ou 5% para níveis de 10% ou 20% em alguns Estados, disse o Valor.

Ainda de acordo com a reportagem do Valor Econômico, o relatório apresentado pelo governador de São Paulo, João Dória (PSDB), apresenta quedas drásticas na arrecadação do ICMS (Imposto sobre circulação de mercadorias). No primeiro cenário, se o PIB tiver uma queda de 1% – conforme boletim Focus desta semana -, o governo paulista teria queda de 7% na arrecadação de ICMS em 2020. Já em um cenário com queda no PIB de 4,4% – conforme estimado pela FGV – a queda de receita de ICMS seria de 11%.