Equatorial Energia tem sua ações negociadas a R$ 20,46; ações serão desdobradas de 1 para 5

Juliana Gusmão
null

Crédito: Imagem/reprodução/cidadeverde

O investidor que tem aplicações na Equatorial Energia, verá o número de ações em seu portfólio multiplicar por cinco. Contudo, sem aumentar o seu patrimônio. Isso se deve ao fato da Equatorial ter aprovado ontem (27/11) o desdobramento de suas ações de 1 para 5, sem modificação do valor do capital social ou dos direitos dos acionistas.

A partir de hoje (28/11) as ações já estão sendo negociadas a R$ 20,46. Contudo, ontem, o preço dos papéis fechou a R$ 101,80. Mas, as ações resultantes deste desdobramento só serão entregues no dia 2 de dezembro.

Buscando elevar sua liquidez, a manobra tem o intuito de tornar os seus papéis mais acessíveis para um número maior de investidores. Assim foi comunicado pela empresa após o fechamento do mercado no dia de ontem.

Com a aprovação do desdobramento, o capital social da Equatorial de R$ 2,776 bilhões, passa a ser dividido em 1.010.186.085 ações.

Equatorial Energia

O Grupo Equatorial Energia atua no setor elétrico, nos segmentos de distribuição. Além de transmissão, geração, comercialização e também na área de telecomunicações e serviços. Contudo,  as empresas que fazem parte do Grupo são a Cemar, Celpa, Equatorial Piauí, Equatorial Alagoas, Geramar, Equatorial Transmissão, Intesa, Equatorial Telecom, Sol Energia e 55 Soluções.

Com o capital pulverizado no mercado, as ações da Equatorial Energia S/A (EQTL3) estão no Novo Mercado da B3. Portanto, a Squadra Investimentos, o Opportunity e a BlackRock, figuravam entre os maiores investidores individuais da companhia elétrica.

Em 2018, a Equatorial adquiriu o controle acionário da Companhia Energética de Alagoas. Passando a ser denominada Equatorial Alagoas. Portanto, a distribuidora atende a todos os 102 municípios do Estado de Alagoas, com mais de 42 mil km de linhas e redes de distribuição.

Bolsa de valores chega a quase 1,6 milhão de investidores ativos 

Recorde renovado: dólar sobe pelo terceiro dia seguido e atinge máxima histórica