FII NCH EQI (EQIN11) substitui FII NCH BRA (NCHB11) na B3 (B3SA3)

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Pixabay

O FII NCH EQI High Yield Recebíveis Imobiliários, sob o tícker EQIN11, passará a substituir o FII NCH Brasil Recebíveis Imobiliários (NCHB11), a partir do dia 19/07/2021, no pregão da B3 (B3SA3).

Conforme ata de Assembleia Geral Extraordinária, publicada em 14/07/2021, os cotistas aprovaram a alteração na denominação do fundo, administrado pelo BTG Pactual Serviços Financeiros DTVM.

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

Também foi autorizado que a gestão possa ser exercida por mais de um prestador de serviços, viabilizando, dessa forma, a cogestão do Fundo entre a NCH Brasil e a EQI Gestão de Recursos.

Foi incluído ainda no regulamento a possibilidade de investimentos em cotas de FIDCs de crédito imobiliário e em debêntures com lastro imobiliário.

Cogestão NCH e EQI

“A cogestão irá formalizar uma parceria que vem se desenvolvendo ao longo dos últimos meses, entre a NCH Capital e a EQI Gestão de Recursos, no sentido de captar e alocar, da melhor forma possível, os recursos de investidores no mercado imobiliário”, destaca relatório gerencial de junho do fundo.

A NCH possui experiência na gestão de recursos voltados para investimentos no mercado imobiliário brasileiro, por meio do Fundo NCHB11, que iniciou suas atividades em outubro de 2013.

Já a EQI Gestão de Recursos é um “braço” daEQI Investimentos, que atua na seleção e alocação de recursos de investidores em ativos financeiros em geral.

Benefício da cogestão

Por meio da cogestão, os cotistas irão se beneficiar, além da participação na gestão dos ativos líquidos do Fundo, da capacidade da EQI ampliar a divulgação do Fundo para a sua grande rede de clientes investidores.

Dessa forma, possivelmente, poderá se ampliar a base de cotistas e a liquidez das cotas, além de aumentar a capacidade de captação de recursos no futuro, em novas emissões de cotas para o crescimento dos investimentos da carteira do fundo.

“Além disso, em função da grande capilaridade da EQI, em termos geográficos e em número de clientes, esperamos aumentar a quantidade de oportunidades de originação de ativos para investimento da carteira do fundo”, acrescentou o relatorio.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo.

NCH-EQI-FII-SUMMIT

Executivos da NCH e EQI participam do FII Summit

Comitê de investimentos

Atualmente, o NCHB11 possui um Comitê de Investimentos composto por três membros, que avalia as propostas de investimentos em ativos apresentadas pela equipe de gestão.

De forma prática, com a cogestão, o Comitê passará a contar com mais um membro, indicado pela EQI.

Assim, serão quatro membros, os três atuais da NCH e um novo membro indicado pela EQI.

Conforme o relatório, além da experiência direta na gestão de recursos em diversos segmentos, “esse novo participante trará também uma visão mais acurada das expectativas dos investidores, expertise da EQI”.

“Acreditamos que uma maior pluralidade de visões e opiniões, nas discussões sobre a seleção de ativos para investimentos, certamente trará mais benefícios para a alocação da carteira do Fundo.”

Equipe FII NCH EQI

A equipe de gestão do Fundo não será alterada, mantendo a liderança do estrategista imobiliário da NCH, Álvaro Soares, fundador do NCHB11 em 2013, que continuará a frente da originação e seleção dos ativos e na estratégia de gestão do Fundo.

“O estrategista já possuía um compromisso de longo prazo com o Fundo, que foi mantido com a nova parceria e, estendido por um período de mais três anos, de comum acordo entre NCH e EQI.”

De acordo com o relatório, para os cotistas, mesmo com todos os benefícios advindos da cogestão, não haverá nenhum acréscimo na taxa de gestão e de performance.

“Os valores permanecerão os mesmos e serão repartidos entre NCH e EQI.”

Assista a Alvaro Soares falando sobre a cogestão entre NCH e EQI

“Acreditamos muito nos produtos que a NCH desenvolve e gerencia”, disse Juliano Custodio, CEO da  EQI Investimentos. “Juntos vamos originar melhor e trazer novos projetos dos nossos clientes”, acrescentou.

“Nossos cotistas vão poder, agora, aproveitar os benefícios do poder de distribuição da EQI. Vamos levantar mais capital e trazer mais liquidez ao fundo”, reforçou James Gulbrandsen, responsável pelos investimentos da NCH na América Latina.

Já Álvaro Soares ressaltou a bagagem da NCH na estruturação de produtos imobiliários bem estruturados, que serão ampliados com a capacidade de distribuição da EQI, bem como pela captação de novos investidores.

FII Summit: em CRIs de high yield, gestores se aproximam cada vez mais do ‘canteiro’

Conheça a história do fundo

O FII NCH Brasil Recebíveis Imobiliários iniciou suas operações em outubro de 2013, com o aporte de R$ 41 milhões, de capital próprio da NCH.

No período de novembro de 2013 até julho de 2014, foram adquiridos cinco CRIs, totalizando um investimento de R$ 44,8 milhões.

Foram também utilizados na aquisição desses investimentos recursos resultantes das amortizações dos primeiros CRIs adquiridos.

Em abril de 2015, o Patrimônio Líquido do Fundo atingiu R$ 41,8 milhões. Já entre abril de 2015 e dezembro de 2019, foram amortizados R$ 31,8 milhões para a NCH, reduzindo o PL para R$ 11,0 milhões.

Em dezembro, foi aprovada a 2ª emissão de cotas do Fundo, cuja captação somou R$ 42,3 milhões.

Já em fevereiro de 2021, o Fundo anunciou a sua 3ª emissão de cotas, destinada exclusivamente aos cotistas, quando foram subscritas e integralizadas 870.891 novas cotas, num montante total da oferta de R$ 80 milhões.

Veja o relatório interativo do fundo:

EQIN11: Grandes números em junho de 2021

  • Cotistas: 6.617;
  • Valor da cota final do mês: R$ 93,04;
  • Volume mensal transacionado: R$ 10.147.559,94;
  • Média diária: R$ 483.217,14;
  • Patrimônio Líquido: R$ 134,192 milhões;
  • Distribuição por rendimento: R$ 1,254 milhão;
  • Número de cotas: 1.441.970;
  • Cota patrimonial: R$ 93,06;
  • Distribuição por cota: R$ 0,87;
  • Dividend Yield: 0,93%.

Quer saber mais sobre como investir em Fundos Imobiliários? Preencha o formulário abaixo que um assessor de investimentos entrará em contato para oferecer as melhores oportunidades.