Aprovação de Lula cai e Geraldo Alckmin pode se unir com Meirelles

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com

Reforma sim, PT!

A reforma da Previdência, mais uma vez, ganhou destaque nesta segunda-feira (05). Em entrevista ao Jornal Valor Econômico, Nelson Barbosa, ex-ministro da Fazenda do governo Dilma Rousseff, reconheceu que a reforma é essencial. A fala de Barbosa foi a seguinte: “Acho que agora caiu a ficha para o PT. O pessoal já sabe que tem que fazer a reforma da Previdência, sabe que tem que fazer reformas”. Mas, Barbosa deixou bem claro que isso não significa que o partido (PT) apoiaria a reforma da Previdência proposta por Temer, alegando falta de legitimidade do atual governo para implementá-la.

União de peso?

Na política, a chapa mais pragmática dessa eleição estaria se formando: Geraldo Alckmin presidente, pelo PSDB, e Henrique Meirelles, vice-presidente, pelo MDB. Com isso, reativaria a aliança entre os dois partidos, que foi quebrada durante o governo do PT. Meirelles já disse em várias entrevistas que pretende entrar na corrida presidencial, só que o seu atual partido, o PSD, não estaria dando importância para a candidatura. O que poderia fazer ele mudar de partido, no caso, migrando para o MDB. Já Alckmin, que aparece como o candidato mais forte do Centro, mas ainda tímido nas pesquisas eleitoras, pode ganhar força com esse apoio.

Aprovação de Lula em baixa

Seguindo na política, a aprovação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está em queda, segundo pesquisa divulgada no Jornal O Estado de São Paulo. A pesquisa foi feita entre os dias 01 e 16 de fevereiro pelo Instituto Ipsos com 1.200 pessoas de 72 cidades brasileiras. Em janeiro, Lula tinha 44% de aprovação. Em fevereiro, passou para 42%. Em relação a desaprovação, em janeiro era de 54%. Em fevereiro subiu para 56%. Vou compartilhar os números da pesquisa aqui com vocês.

Veja a pesquisa na íntegra:
(Fonte: Instituto Ipsos)

BARÔMETRO POLÍTICO INSTITUTO IPSOS – Fevereiro 2018

Pergunta: “Agora vou ler o nome de alguns políticos e gostaria de saber se o (a) senhor (a) aprova ou desaprova a maneira como eles vêm atuando no país”.

Respostas: Aprovo / Desaprovo / Desconheço

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA (PT):

  • Desaprovação: 56%
  • Aprovação: 42%
  • Desconhecem: 2%

MICHEL TEMER (MDB):

  • Desaprovação: 93%
  • Aprovação: 4%
  • Desconhecem: 3%

GERALDO ALCKMIN (PSDB):

  • Desaprovação: 68%
  • Aprovação: 20%
  • Desconhecem: 12%

JAIR BOLSONARO (PSC-RJ):

  • Desaprovação: 58%
  • Aprovação: 24%
  • Desconhecem: 18%

[banner id=”teste-perfil”]

Se considera um investidor conservador? Então você está em risco de extinção!

O cenário econômico virou do avesso e o país já não é mais o mesmo.

As taxas de juros caíram à níveis jamais vistos no Brasil desde o final do governo Militar (imagem abaixo) e levaram os rendimentos de Renda Fixa para próximo de Zero (ou negativos no caso da poupança).

Italian Trulli

A nova equipe econômica está incentivando novos investimentos no país, e com isso já não é mais possível ganhar dinheiro confortavelmente na poupança e em CDBs comuns. Por isso, estamos declarando a Extinção do Investidor Conservador.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Se você faz parte dessa espécie de investidor que está em risco de extinção, confirme seus dados no formulário abaixo e fale com nossa equipe. Vamos te ajudar, sem dor e sem custo.