Entenda o que é taxa Selic e como ela impacta a sua vida

Natalia Gómez
Editora, é jornalista especializada no mercado de investimentos há 17 anos. Formada pela PUC-SP, teve experiências em veículos como Agência Estado, Valor Econômico e Revista Você SA; e na área de comunicação corporativa e relações públicas para instituições financeiras.

A taxa Selic é um número muito importante, e por isso é acompanhado de perto pelo mercado. Mas você sabe o que é taxa Selic e como ela impacta a sua vida?

Também conhecida como taxa básica de juros, a Selic é a taxa de juros usada como referência em todo país. Todos os empréstimos feitos no mercado usam a Selic como base.

Quem define a Selic é o Comitê de Política Monetária do Banco Central, chamado de Copom.

Confira principais Ações para investir em Outubro

O Copom se reúne a cada 45 para definir se aumenta, reduz ou mantém a taxa Selic.

Como isso afeta os investimentos?

A Selic influencia diretamente os rendimentos de aplicações em títulos públicos e investimentos em renda fixa.

Se a Selic é reduzida, a rentabilidade de títulos de renda fixa e do Tesouro Direto cai. Quando a Selic aumenta, os rendimentos em renda fixa e Tesouro Direto sobem.

No caso do Tesouro Direto, o título que sofre mais influência da taxa básica de juros é o Tesouro Selic, pois ele tem um rendimento semelhante ao indicador que leva no nome. A poupança também sofre com a queda da Selic.

Os investimentos em renda fixa – como grande parte dos fundos DI, CDBs e Letras de Crédito Imobiliário, por exemplo – são remunerados de acordo com um indexador chamado CDI.

O CDI é muito próximo da Selic e acompanha suas altas e baixas. Quando a Selic cai, o CDI também diminui, e por isso a rentabilidade dos investimentos em renda fixa é reduzida.

Selic na história

A Selic sempre foi historicamente alta no Brasil, mas ela tem caído nos últimos anos. Isso reduziu a atratividade da renda fixa, que há muito tempo era uma excelente opção para os investidores brasileiros.

Gradativamente, os investidores têm sido levados a buscar alternativas com maior risco para conseguir mais rentabilidade.

Impacto da Selic no crédito

A Selic também influencia a quantidade de crédito que é concedida no mercado. Isso porque os empréstimos feitos no mercado usam a Selic como base.

Ou seja, quando a Selic aumenta, cresce também o custo do dinheiro no mercado bancário. Seu cheque especial e juros de cartão de crédito, por exemplo, tendem a aumentar.

Quanto menor é a Selic, mais fácil fica tomar empréstimos, e o volume de dinheiro circulando na economia aumenta.

Por isso, a Selic é usada pelo Banco Central como um instrumento para controlar a inflação. A taxa de juros também pode ser usada para estimular o crescimento da economia.

Em momentos de crise grave, como na pandemia do coronavírus, a Selic também pode ser usada como uma forma de tentar estimular a demanda e o consumo, segundo o professor da Fipecafi, Jhonatan Hoff.

“Uma redução de Selic torna o acesso ao crédito mais barato e os setores afetados por uma redução da demanda podem se beneficiar”, explica.