Empresas de capital aberto na Bolsa de Valores do Brasil; entenda

Conhecer melhor os balanços e os resultados das empresas pode mudar a forma com que você escolhe suas ações!

Ana Karolina Veiga
Sou assessora de investimentos na EQI Investimentos. Apaixonada por investimentos e finanças pessoais! Contato: (47) 991799277 - Whatsapp Instagram: @anakveiga
Capital

Crédito: Pixabay

As empresas listadas na Bolsa de Valores do Brasil, a B3, precisam divulgar suas demonstrações financeiras trimestralmente. Os relatórios do segundo trimestre acabaram de ser publicados e são uma excelente forma para encontrar as empresas ideais para investir seu dinheiro.

Por meio dos balanços publicados, os investidores podem analisar os resultados relativos à situação patrimonial e financeira da empresa durante aquele período e, consequentemente, compreender melhor o estado atual da companhia. Interpretar os números apresentados é simples para quem tem uma noção básica de contabilidade. Porém, definir se é um bom momento para investir naquele negócio é uma tarefa mais complexa, que exige uma análise quantitativa e qualitativa por parte do investidor.

O segundo trimestre da publicação dos balanços das empresas teve início no final de julho e terminou na metade de agosto deste ano, assim os resultados do período já estão disponíveis. Antes de entender melhor o que é apresentado nesses resultados, é necessário definir o que é uma empresa de capital aberto.

Qual é a diferença entre uma empresa de capital aberto e de capital fechado?

Companhias que têm seu capital social dividido em ações são chamadas de Sociedade Anônima (S.A). Elas são gerenciadas por um conselho de administração e uma diretoria, compostas por um conselho fiscal, que é um órgão fiscalizador que contribui para boas práticas de governança corporativa, e por uma assembleia geral, em que são definidas e votadas diversas questões referentes a empresa.

As S.A. podem ser divididas em duas categorias: sociedades anônimas de capital aberto e sociedades anônimas de capital fechado. A principal diferença entre elas é que as empresas de capital aberto têm suas ações negociadas em bolsas de valores, ou seja, qualquer pessoa que tiver interesse pode comprar ações daquela empresa. Já uma companhia de capital fechado tem, em geral, um número pequeno de sócios e, para adquirir ações dessa empresa, o investidor precisa negociar diretamente com um dos sócios.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Quando uma empresa abre o capital, isto é, realiza uma Oferta Pública Inicial (IPO), ela passa a ter uma série de vantagens. Dentre elas, ganho na visibilidade pelo mercado, aumento da liquidez do seu patrimônio, o processo de entrada e saída de sócios se torna acessível, além de ser uma excelente forma de se obter dinheiro para financiar uma expansão.

Entretanto, as responsabilidades as quais a empresa fica sujeita aumentam na mesma proporção dos benefícios. Empresas públicas são regulamentadas de forma rigorosa pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), isso faz com que diversas informações sobre o negócio se tornem públicos. Além disso, elas precisam divulgar seus balanços contábeis a cada três meses. Sendo assim, quatro vezes ao ano o mercado financeiro e os investidores voltam sua atenção aos resultados da empresa para aquele trimestre, o que possibilita um melhor entendimento de seus resultados e de sua saúde financeira e econômica.

Principais informações divulgadas nas demonstrações financeiras

Nas demonstrações contábeis são disponibilizados diversos relatórios referentes ao desempenho e aos resultados financeiros da companhia. Os mais utilizados são o balanço patrimonial, a Demonstração de Resultado do Exercício e o Demonstrativo de Fluxo de Caixa.

Balanço patrimonial

O balanço patrimonial mostra como se encontra o patrimônio da empresa em determinada data, apresentando sua posição financeira naquele momento. Os principais componentes de um balanço patrimonial são os ativos, os passivos e o patrimônio líquido. Os ativos são os bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro. Os passivos são as obrigações com terceiros ou as dívidas da companhia. Já o patrimônio líquido se refere às obrigações com os sócios e acionistas e é dado pelos ativos menos os passivos.

Ainda, os ativos e passivos podem ser classificados em circulantes e não circulantes. Os ativos circulantes são aqueles que serão convertidos em dinheiro a curto prazo (antes do final do exercício), ou seja, o dinheiro em caixa, as aplicações financeiras e investimentos de curto prazo e mercadorias em estoque. Já os ativos não circulantes só serão convertidos em dinheiro a longo prazo (após o final do exercício). Por exemplo, investimentos a longo prazo, imóveis, marcas e patentes e contas a receber. Com relação aos passivos, a classificação também se refere a sua liquidez, ou seja, o tempo que levam para serem convertidos em dinheiro. De forma resumida, os passivos circulantes são as dívidas de curto prazo e os passivos não circulantes são as dívidas de longo prazo.

Fonte: Ana Karolina Veiga/Eu Quero Investir

Demonstração de Resultado do Exercício (DRE)

A DRE é um dos demonstrativos financeiros mais simples. Ela apresenta as receitas e as despesas e o consequente lucro ou prejuízo da empresa para determinado período. O resultado financeiro da DRE aponta se a empresa obteve lucro ou prejuízo, sendo, assim, uma das informações mais importantes desse tópico.

A seguir é apresentado um modelo de uma DRE.

Fonte: Ana Karolina da Veiga/Eu Quero Investir

Na primeira linha é apresentada a receita bruta que é toda a receita decorrente das atividades da empresa. A receita líquida é a receita bruta menos os impostos incidentes sobre as vendas, as vendas canceladas, as devoluções e os descontos comerciais.

O lucro bruto é representado pela receita líquida menos o custo dos produtos vendidos, que são os custos com os produtos, mercadorias e serviços prestados. O lucro operacional é o lucro bruto menos as despesas operacionais, que são referentes às despesas com vendas, gerais e administrativas. Através do lucro operacional se pode medir a rentabilidade operacional real do negócio, pois além dos custos da mercadoria, a empresa precisa sustentar custos fixos com aluguéis, com os colaboradores administrativos, entre outros.

O resultado financeiro antes dos descontos de impostos é igual ao lucro operacional menos as receitas e despesas financeiras e de outras receitas e despesas como as não recorrentes. E, por fim, o resultado líquido do exercício que é o resultado financeiro descontando os impostos e participações. O resultado líquido representa o lucro ou prejuízo que a empresa apresentou naquele período.

Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC)

A DFC apresenta as entradas e saídas de dinheiro no caixa durante determinado período, assim como o resultado do fluxo de caixa. Essa demonstração contábil é dividida em três classes: atividades operacionais, de investimento e de financiamentos. Um fluxo de caixa negativo demonstra que a empresa teve mais gastos do que receitas no período.

As atividades operacionais se referem as receitas e despesas relacionadas a produção, venda e distribuição dos bens e serviços da empresa. Já as atividades de investimento estão relacionadas com aquisição de equipamentos, imóveis, participações em outras empresas, ou seja, ativos que utilizados para produzir os bens e serviços. E as atividades de financiamentos estão relacionadas aos empréstimos e financiamentos no curto prazo, assim como vendas de ações ou emissões de debêntures.

Resultados do segundo trimestre de 2019

 A B3 tem cerca de 400 empresas listadas e elas são divididas por setores. É possível conferir os resultados e balanços de cada uma das empresas através do site da B3. No site é possível localizar a empresa pelo nome, pelo setor de atuação, pelo segmento ou pelo ano de listagem. Até o início da próxima temporada de resultados você pode conferir os balanços já publicados do segundo semestre. Os resultados do terceiro trimestre de 2019 tem início no mês de outubro.

Já conhece o nosso canal no YouTube? Clique e se inscreva

Esta é a função de um Assessor de Investimentos

Entender o investidor em uma profundidade maior do que o gerente do seu banco ou corretoras digitais e monitorar o mercado em busca de oportunidades que se enquadram em sua realidade, são atribuições do Assessor de Investimentos.

O papel dele é unir seus objetivos pessoas e profissionais, momento financeiro, perfil de investidor e avaliar o mercado para te apoiar com os investimentos que estiverem alinhados com seu momento.

Disponibilizo abaixo, a oportunidade de você realizar um diagnóstico e tirar todas as suas dúvidas sobre investimentos, conversando com um especialista no assunto.

Quando e onde investir

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada que um teste feito em qualquer ferramenta na internet, exige uma análise mais criteriosa e dedicada para cada pessoa.

os perfis de investidores

Para ter uma visão precisa do perfil é preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Esta é a função do Assessor de Investimentos

Entender o investidor em uma profundidade maior que um teste de perfil na internet. É a nossa função como uma empresa especializada em educação financeira.

O primeiro passo é fazer uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um Assessor de Investimentos. É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil e avaliar o alinhamento com seus atuais investimentos.