Enjoei (ENJU3): prévia operacional do 2T21 mostra que GMV cresceu 82%

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: wikipedia

A Enjoei (ENJU3) informou nesta segunda-feira (12) a prévia operacional referente ao segundo trimestre do ano (2T21) com o Gross Merchandise Volume (GMV) crescendo 82% em relação ao mesmo período de 2020, atingindo R$ 205 milhões.

“Essa dinâmica positiva de crescimento do volume transacionado refletiu o aumento da recorrência dos usuários ativos na plataforma, aceleração do EnjuPro, bem como início das operações no B2B2C”, destacou a empresa.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Além disso, o número de novos vendedores cresceu 124% na comparação anual, saindo de 96 mil no 2T20 para 215 mil no trimestre que se encerrou em 30 de junho de 2021. A Enjoei afirmou que esse salto se deu pelas “iniciativas de branding e investimento em topo de funil focados na aquisição de sellers”.

O número de novos compradores foi a 181 mil no 2T21, um crescimento anual de 29%. Já o volume de produtos publicados passou de 2,4 milhões em 2T20 para 3,9 milhões no 2T21.

Direcional (DIRR3): prévia do 2T21 mostra recorde de lançamentos e de vendas líquidas

A Direcional (DIRR3) divulgou também seus resultados prévios referentes ao 2T21. Os destaques são um recorde de lançamentos, com R$ 785 milhões, um crescimento de 123% sobre o 2T20; e recorde de vendas líquidas, com R$ 614 milhões, um aumento de 53%, na mesma comparação temporal e de 19% sobre o 1T21. No 1S21, crescimento foi de 62% nas Vendas Líquidas ante o 1S20.

Os lançamentos cresceram 123% sobre o 2T20 e 36% sobre o 1T21, atingindo VGV (Valor Geral de Vendas) de R$ 785milhões.

Já o VGV lançado no primeiro semestre cresceu 177% na comparação como 1S20, chegando a R$ 1,4 bilhão.

Por fim, o índice de Velocidade de Vendas (VSO) atingiu 18% no trimestre.

A distribuição de R$ 100 milhões em dividendos no 2T21, acabou representando R$ 0,69 por ação.

Portobello (PTBL3) iniciou busca para financiamento de fábrica nos EUA

A Portobello (PTBL3) informou que a Avison Young Capital Markets Group foi contratada pela Portobello America para apoiar na obtenção de financiamento para a construção de uma fábrica de 895 mil pés quadrados, ou aproximadamente 83 mil metros quadrados em Baxter, no estado do Tennessee, estimada em cerca de US$ 80 milhões.

O valor financiará a construção da fábrica que fará revestimentos cerâmicos, bem como a sede da Portobello nos Estados Unidos.

A Portobello estima que a “unidade criará em torno de 220 empregos locais e gerará receita anual superior a US$ 100 milhões”.

“Esta nova unidade será o pilar do crescimento da Portobello no mercado norte-americano”, comentou Luiz Felipe Brito, CEO da Portobello América. “Nos ajudará a servir ainda melhor nossos clientes norte-americanos ao permitir prover nossos produtos de maneira mais rápida e a custos menores, através do aumento da nossa presença local”.

Será oferecida a investidores a oportunidade de fazer parceria com a Portobello em uma transação de build-to-suit com sale-leaseback, com características de fee-simple ownership, conforme prática de mercado no local. A Portobello realizará um contrato de arrendamento de longo prazo da instalação quando a construção for concluída, o que é esperado no final de 2022.

“Reconhecendo oportunidades crescentes no mercado norte-americano, o Portobello Grupo decidiu construir sua primeira unidade fora do Brasil para diversificar seus negócios, capitalizar em mercado de rápido crescimento, gerar sinergias com as operações brasileiras e aumentar a nossa presença no mercado dos Estados Unidos”, ressaltou César Gomes Júnior, Presidente do Conselho de Administração do Portobello Grupo. “O mercado de cerâmica nos Estados Unidos é um dos maiores do mundo, e é fundamental para nossa estratégia de expansão internacional”.

Privalia aprova oferta inicial de ações

A Privalia Brasil e a Privalia Venta Directa aprovou a realização da oferta pública inicial com esforços restritos de distribuição primária e secundária de ações ordinárias.

A oferta consistirá na distribuição primária de 23.235.551 novas ações e na secundária de, inicialmente, 20.348.837 ações de titularidade da Privalia.

No contexto da oferta restrita, a varejista onlines informou que o preço indicativo de subscrição ou aquisição por ação estará situado entre R$1 6,30 e R$ 18,10. Pelo teto, a oferta por movimentar algo acima de R$ 788 milhões.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3