Eneva (ENEV3) e Tenda (TEND3) aprovam programas de recompra de ações

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Divulgação

A Eneva (ENEV3) aprovou programa de recompra de até 1,07 milhão de ações, equivalentes a 0,34% do total em circulação.

O programa de recompra de ações será realizado por meio da controlada, Parnaíba II Geração de Energia.

Segundo a Eneva, caso aprovado o desdobramento das ações de emissão da companhia, e ainda não tiver sido encerrado o Programa de Recompra, “ele deverá ser entendido para permitir a aquisição de até 4,28 milhões de ações.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a opções de investimentos de acordo com seu perfil. Invista em suas Escolhas

O aumento de capital da Parnaíba II Geração de Energia, “a ser subscrito e integralizado no ato pela companhia será de até R$ 80 milhões”.

Terá a “finalidade de compensar adequadamente a Parnaíba II Geração de Energia S.A. pelas despesas que serão despendidas no âmbito do Programa de Recompra”.

Tenda (TEND3): recompra de até 10,434 milhões de ações

O Conselho de Administração da Tenda (TEND3) aprovou programa de recompra de até 10,434 milhões de ações.

“O programa tem por objetivo a aquisição de ações de emissão da companhia para maximizar valor aos acionistas, ao permitir administração mais eficiente da estrutura de capital”, explica a Tenda em comunicado.

“A companhia poderá utilizar as ações para permanência em tesouraria, cancelamento e/ou para fazer frente às obrigações dos plano sde opções de ações e dos planos de remuneração baseados em ações dirigidos a executivos e conselheiros.”

O prazo do programa é de até meses, com início em 18 de dezembro de 2020 e término em 18 de dezembro de 2021.

As operações de aquisição de ações serão intermediadas pelo BTG Pactual CTVM e XP Investimentos.

“Os recursos a serem utilizados correspondem ao montante global das reservas de lucro e de capital disponíveis, com exclusão da reserva legal, da reserva de lucros a realizar e da reserva especial de dividendo não distribuído”, completa a empresa.

 

Leia Mais: 

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.