Eneva (ENEV3) tem alta de 13% no lucro líquido do 1TRI21

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Reprodução / Eneva

A Eneva (ENEV3) registrou alta de 13% no lucro líquido do primeiro trimestre de 2021.

O indicador passou de R$ 179,8 milhões para R$ 203,1 milhões.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

Veja o balanço do 1TRI21.

Eneva (ENEV3): principais números do balanço do 1TRI21

Lucro líquido

  • Lucro 1TRI21: R$ 203,1 milhões
  • Lucro 1TRI20: R$ 179,8 milhões

Ebitda (excluindo poços secos)

  • Ebitda 1TRI21: R$ 446,4 milhões
  • Ebitda 1TRI20: R$ 434,2 milhões

Receita líquida

  • Receita 1TRI21: R$ 951,4 milhões
  • Receita 1TRI20: R$ 939,1 milhões

Ebitda sobe 2,8% no 1TRI21

O Ebitda (excluindo poços secos) da Eneva (ENEV3) subiu 2,8% no período.

Assim, o indicador passou de R$ 434,2 milhões para R$ 446,4 milhões.

O crescimento, segundo a empresa, se deveu à melhora das margens fixas das usinas a gás; aumento da margem variável de Pecém II, dado o maior CVU da usina (alta do CIF-ARA e câmbio no período) e descasamento entre o CVU e o custo médio do estoque de carvão, associado à melhoria de alguns custos variáveis; menores despesas com exploração quando comparado ao 1T20; e realização de créditos de PIS/COFINS de períodos anteriores.

Receita cresce 1,3%

A receita líquida da Eneva (ENEV3) cresceu 1,3% nos três primeiros meses de 2021.

A receita subiu de R$ 939,1 milhões para R$ 951,4 milhões.

Outros destaques de Eneva (ENEV3)

A Eneva (ENEV3) encerrou o 1TRI21 com saldo de caixa livre consolidado de R$ 2,1 bilhão, sem contemplar o saldo em depósitos vinculados aos contratos de financiamento  da companhia, no montante de R$ 119,1 milhões.

O fluxo de caixa operacional (FCO) totalizou R$ 629,3 milhões no 1TRI21, alavancado pelo maior EBITDA e redução do saldo de contas a receber em R$ 384,3 milhões.

O resultado financeiro da Eneva (ENEV3) registrou alta de 36,5% vs. 1TRI20, impactado pela redução das despesas com encargos de dívidas e juros sobre debêntures, decorrente em grande parte da capitalização dos encargos relacionados os financiamentos dos projetos ainda  não operacionais (Parnaíba  V  e  Azulão-Jaguatirica).

O investimento total do trimestre totalizou R$ 407,4 milhões. Deste montante, 80% foram destinados às construções do projeto integrado Azulão-Jaguatirica e da UTE Parnaíba V, com previsão de conclusão no 4T21 e 1T22, respectivamente.

Em 31 de março de 2021, a dívida bruta consolidada (líquida do saldo de depósitos vinculados aos contratos de financiamento e custos de transação) totalizou R$ 7.438 milhões comparada a uma dívida de R$ 7.144 no final de dezembro de 2020.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.

Eneva (ENEV3) 1TRI21