Energisa (ENGI11) emite debêntures; Lupatech (LUPA3) aprova opção de compra de ações

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Energisa/Divulgação

A Energisa (ENGI11) emitirá até 750 mil debêntures, com valor unitário de R$ 1 mil, perfazendo R$ 750 milhões.

As debêntures terão prazo de vencimento de 5 anos contados da aata de emissão, vencendo-se, portanto, no dia 25 de agosto de 2025.

Os títulos farão jus a juros remuneratórios correspondentes a 100% DI –Depósitos Interfinanceiros, acrescida de sobretaxa de 2,30% ao ano;

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

Os recursos captados serão destinados à gestão ordinária dos negócios da Energisa.

Lupatech (LUPA3) aprova opção de compra de ações ordinárias

O Conselho de Administração da Lupatech aprovou opções de compra aos executivos Rafael Gorenstein e João Marcos Cavichioli Feiteiro.

Gorenstein, atual Diretor Presidente e Diretor de Relações com Investidores da Lupatech, poderá subscrever até 860.000 ações.

Já Feiteiro, atual Presidente do Conselho de Administração da Lupatecj, poderá subscrever até 283.000 ações.

De acordo com a empresa, o preço de aquisição das ações é de R$ 1,78 por ação.

O prazo para exercício da opção se extingue em 02 de setembro de 2025.

Smartfit (SMFT3) informa que encerrou agosto com 64% das academias reabertas, no total de 550

A Smarfit comunicou nesta terça-feira (08) que 550 academias foram reabertas, o equivalente a 64% da rede.

Conforme a empresa, a abertura das unidades está em linha com a recomendação dos órgãos públicos locais.

No mês de agosto, a Smarfit destaca a reabertura no Brasil das academias em Salvador, Natal e diversas cidades do interior do estado de São Paulo, no México, das academias no Estado do México (na região metropolitana da Cidade do México), e das academias na República Dominicana.