Enauta (ENAT3) reporta aumento de lucro de 526,2% no 2TRI20

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Wikipédia

O lucro líquido da Enauta (ENAT3) subiu 526,2% no segundo trimestre de 2020 para R$ 127,8 milhões. No mesmo período do ano passado, o lucro foi de R$ 20,4 milhões.

No acumulado semestral, a Enauta registra um lucro de R$ 204,6 milhões, alta de 186,6% sobre igual período de 2019.

Segundo a companhia, o forte avanço nos lucros se deu em função da combinação do bom desempenho no resultado operacional aliado ao impacto da incorporação da AFBV.

O Ebitdax (lucro antes do IR, contribuição social, resultado financeiro e despesas de amortização, mais despesas de exploração com poços secos ou sub-comerciais) para o segundo trimestre de 2020 aumentou 215,6% na comparação anual, totalizando R$ 310,4 milhões.

Em seis meses, o Ebitdax acumula alta de 124,5%, aos R$ 505,5 milhões.

O bom desempenho no Ebitdax foi resultado dos impactos não recorrentes e pelo aumento da produção no Campo de Atlanta, informou a companhia.

Receita avança 32,6%

A receita líquida da Enauta teve um incremento de R$ 243,8 milhões no segundo trimestre, alta de 32,6% sobre o valor visto um ano antes.

“Esse aumento ocorreu em função da maior produção de Atlanta na comparação entre os períodos, e do resultado de R$ 45,8 milhões de exercício de hedge no trimestre, já líquido do prêmio”, disse a companhia no balanço publicado quarta-feira (5).

Na comparação com os seis meses de 2019, a receita da companhia registrou alta de 36,6%, totalizando R$534,1 milhões.

Resultado Financeiro

O resultado financeiro foi positivo em R$25,6 milhões ante um resultado positivo de R$ 6,3 milhões no segundo trimestre de 2019.

Já no semestre, o resultado financeiro foi positivo em R$72,6 milhões. Em igual período de 2019, o resultado foi positivo de R$ 30,1 milhões.

Segundo a Enauta, esse avanço se deve ao crédito fiscal de ICMS e impacto positivo da desvalorização cambial sobre o fundo de abandono do Campo de Manati.

Posição de caixa e Endividamento

O endividamento total em 3 de junho de 2020 era de R$ 232,1 milhões, comparado a R$ 272 milhões no mesmo período do ano anterior.

Também no primeiro trimestre de 2020, a companhia registrou saldo de caixa e equivalentes de caixa de R$ 1,6 bilhão, 7% superior a igual período de 2019, mas 14,5% inferiro ao trimestre passado.

Os benefícios de se ter um Assessor de Investimentos