Enauta (ENAT3) assumirá participação da Barra Energia no campo de Atlanta

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Wikipédia

A Enauta (ENAT3) informou nesta segunda-feira (21) que celebrou acordo com a Barra Energia. A subsidiária integral da companhia, Enauta Energia, vai assumir 100% de participação no Bloco BS-4, onde está localizado o Campo de Atlanta.

A cessão da participação da Barra Energia para a Enauta Energia ainda precisa ser aprovada pela ANP e pelo CADE. Além disso, após a aprovação da ANP, a Barra Energia vai transferir US$43,9 milhões para a Enauta Energia. O montante é referente às operações de abandono dos três poços e descomissionamento das facilidades existentes no Campo.

“Atlanta possui 1,3 bilhão de barris de óleo in situ, dos quais apenas 1,25% foram produzidos até agora. Tomamos esta decisão por termos identificado que é possível desenvolver um projeto mais resiliente, capaz de gerar valor mesmo em um cenário de preços de petróleo mais baixos”, comentou Décio Oddone, CEO da Enauta.

Conquiste sua Independência Financeira. Conheça os 4 Pilares para Investir

Por fim, em linha com a estratégia de diversificação do portfólio, a Enauta buscará novos parceiros para desenvolver o Campo. E, então, iniciará a licitação para afretamento do  FPSO, etapa fundamental para a aprovação do projeto. 

Vale (VALE3) recebe licença para Capanema

A Vale recebeu licenças para início da construção do Projeto Capanema, localizado nos municípios Santa Bárbara, Ouro Preto e Itabirito (MG) Brasil.

De acordo com a companhia, o projeto consiste em investimentos na mina de Capanema para reativação das instalações e aquisições de novos equipamentos, implantação de transportador de correia de longa distância e adequações no pátio de estocagem e carregamento de Timbopeba, totalizando investimentos esperados com valor plurianual de US$ 495 milhões.

Com início previsto para o segundo semestre de 2023, o Projeto terá capacidade de 18 Mtpa de produção a umidade natural (sem geração de rejeitos) e nos primeiros anos trará uma adição líquida para a Vale de 14 Mtpa de capacidade com a expedição através do site de Timbopeba.

Cogna (COGN3) informa saída de diretor financeiro

A Cogna (COGN3) comunicou via nota à CVM que o Conselho de Administração da Cogna e o Conselho de Administração da Saber receberam a renúncia do seu Diretor Financeiro, Jamil Saad Marques. Conforme a nota, o diretor decidiu trilhar novos desafios pessoais.

Marques atuou na Cogna desde 2015. Além disso, o executivo teve um papel relevante em diversas operações estratégicas da Cogna e da Saber. Jamil Saad Marques continua no cargo de Diretor Financeiro da até o dia 04 de janeiro de 2021. 

Frederico da Cunha Villa ocupará o cargo de vice-presidente financeiro da Cogna e diretor financeiro da Saber.

Gostaria de ter orientação sobre como investir e onde? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos poderá ajudar em sua jornada.