Enauta (ENAT3) assumirá participação da Barra Energia no campo de Atlanta

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Wikipédia

A Enauta (ENAT3) informou nesta segunda-feira (21) que celebrou acordo com a Barra Energia. A subsidiária integral da companhia, Enauta Energia, vai assumir 100% de participação no Bloco BS-4, onde está localizado o Campo de Atlanta.

A cessão da participação da Barra Energia para a Enauta Energia ainda precisa ser aprovada pela ANP e pelo CADE. Além disso, após a aprovação da ANP, a Barra Energia vai transferir US$43,9 milhões para a Enauta Energia. O montante é referente às operações de abandono dos três poços e descomissionamento das facilidades existentes no Campo.

“Atlanta possui 1,3 bilhão de barris de óleo in situ, dos quais apenas 1,25% foram produzidos até agora. Tomamos esta decisão por termos identificado que é possível desenvolver um projeto mais resiliente, capaz de gerar valor mesmo em um cenário de preços de petróleo mais baixos”, comentou Décio Oddone, CEO da Enauta.

A capital mundial dos investimentos vai invadir sua a casa! Click no link e faça sua inscrição gratuita para o evento

Por fim, em linha com a estratégia de diversificação do portfólio, a Enauta buscará novos parceiros para desenvolver o Campo. E, então, iniciará a licitação para afretamento do  FPSO, etapa fundamental para a aprovação do projeto. 

Vale (VALE3) recebe licença para Capanema

A Vale recebeu licenças para início da construção do Projeto Capanema, localizado nos municípios Santa Bárbara, Ouro Preto e Itabirito (MG) Brasil.

De acordo com a companhia, o projeto consiste em investimentos na mina de Capanema para reativação das instalações e aquisições de novos equipamentos, implantação de transportador de correia de longa distância e adequações no pátio de estocagem e carregamento de Timbopeba, totalizando investimentos esperados com valor plurianual de US$ 495 milhões.

Com início previsto para o segundo semestre de 2023, o Projeto terá capacidade de 18 Mtpa de produção a umidade natural (sem geração de rejeitos) e nos primeiros anos trará uma adição líquida para a Vale de 14 Mtpa de capacidade com a expedição através do site de Timbopeba.

Cogna (COGN3) informa saída de diretor financeiro

A Cogna (COGN3) comunicou via nota à CVM que o Conselho de Administração da Cogna e o Conselho de Administração da Saber receberam a renúncia do seu Diretor Financeiro, Jamil Saad Marques. Conforme a nota, o diretor decidiu trilhar novos desafios pessoais.

Marques atuou na Cogna desde 2015. Além disso, o executivo teve um papel relevante em diversas operações estratégicas da Cogna e da Saber. Jamil Saad Marques continua no cargo de Diretor Financeiro da até o dia 04 de janeiro de 2021. 

Frederico da Cunha Villa ocupará o cargo de vice-presidente financeiro da Cogna e diretor financeiro da Saber.

Gostaria de ter orientação sobre como investir e onde? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos poderá ajudar em sua jornada.