Empresas anunciam doações para o combate ao coronavírus

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Empresas anunciaram doações para ajudar no combate ao Covid-19. As informações são do portal G1, Globo e Valor Econômico. Entre as empresas estão grandes gigantes como Bradesco (BBDC4), Santander (BCSA34), Gerdau (GGBR4), Ambev (ABEV3), Petrobras (PETR4), Vale (VALE3), entre outras.

Doações de instituições bancárias

O banco Itaú  (ITUB4) já tinha anunciado a doação de R$ 250 milhões. Desse número R$ 150 milhões foram por meio da Fundação Itaú para Educação e Cultura e o Instituto Unibanco.

De acordo com o banco, uma equipe com sete especialistas da área da saúde será a responsável pela gestão e aplicação do recurso.

A equipe do “Todos pela Saúde” será liderada pelo médico Paulo Chapchap, doutor em clínica cirúrgica pela Universidade de São Paulo e diretor-geral do Hospital Sírio Libanês. Para completar a equipe, estarão presentes: Drauzio Varella, médico, cientista e escritor; Gonzalo Vecina Neto, ex-presidente da Anvisa ; Maurício Ceschin, ex-diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde (ANS); Eugênio Vilaça Mendes, consultor do Conselho dos Secretários de Saúde (Conass); Sidney Klajner.

O Itaú junto ao banco Bradesco (BBDC4) e Santander (BCSA34) irá importar 5 milhões de testes rápidos para a Covid-19. Além de equipamentos médicos. A doação das instituições somaram R$ 50 milhões de reais, em que serão destinados também a compra de máscaras produzidas por pequenos empreendedores.

Doações de empresas

Veja as empresas que apresentaram valores das doações:

  • BRF (BRF SA): R$ 50 milhões para hospitais;
  • BTG Pactual (BPAC11): R$ 50 milhões para iniciativas ao combate da Covid-19;
  • Cacau Show: R$ 32,5 milhões, sobretudo em chocolates para ONGs;
  • XP (XPLG11): R$ 30 milhões para combate à fome;
  • Magazine Luiza (MGLU3): 10 milhões do patrimônio para iniciativas de combate à crise;
  • BB Seguros (BBSE3): doação de R$ 40 milhões para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social;
  • Marfrig (MRFG3):  doação de R$ 7,5 milhões para o Ministério da Saúde comprar testes rápidos.

Empresas sem apresentação dos valores (R$) das doações:

  • Petrobras (PETR4): 600 mil testes RT-PCR para o SUS e 20 mil equipamentos de proteção individual (EPIs);
  • Vale (VALE3): 5 milhões de kits de testes rápidos, 15,8 milhões de EPIs e 100 toneladas de insumos;
  • Braskem (BRKM5): 370 toneladas de resina de máscaras;
  • Raízen: 1,1 milhão de litros de álcool 70%;
  • Ambev (ABEV3): 3 milhões de máscaras e 1 milhão de frascos de álcool em gel;
  • J&F: 12 mil EPIs, 21 toneladas de alimentos e 405 toneladas de produtos de higiene;
  • Unilever (ULEV): doação de 70 toneladas em produtos de higiene e limpeza para o estado do Rio de Janeiro;
  • Suzano (SUZB3): doação de R$ 60 milhões na produção de 60 toneladas de papel higiênico para doação e aproximadamente 4 toneladas de fraldas.
  • Klabin (KLBN4):  doação de itens hospitalares, embalagens para transporte de alimentos e produtos de higiene para hospitais;
  • Hering (HGTX3): produção voltada a fabricação de uniformes de proteção para os profissionais da saúde.