Empresas aéreas devem manter redução de 90% em maio

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução / Unsplash

As empresas aéreas Gol, Latam e Azul, as três maiores do país, se reuniram com representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O objetivo da reunião foi discutir qual desenho da malha aérea será adotado pelas companhias. Para operar no mês de maio, devido ao Covid-19. As informações são do Valor Econômico.

Segundo a reportagem, fontes do setor comunicaram que as empresas devem manter praticamente inalteradas suas ofertas de voo, em comparação à malha essencial, a qual foi anunciado de 28 de março a 3 de maio e que veio a sofrer um corte de 92%.

Pode haver mudanças no cronograma, de acordo com as fontes, mas caso venham a ocorrer serão de ajustes pontuais nas ofertas de voos. O acordo realizado para o mês de abril pelas empresas está servindo de forma adequada a demanda, o mesmo se espera para o mês de maio.

Previsão de voos

Na sexta-feira (17), o Grupo Latam Airlines anunciou que pretende manter a oferta de voos em 95% menor. O CEO do Grupo, Roberto Alvo comentou sobre a situação: “Hoje podemos observar que os impactos da pandemia são mais profundos […]. Diante deste cenário adverso, é inevitável que o grupo e suas subsidiárias redimensionem seu tamanho e a forma como operam”.

A Latam informou que no Brasil e no Chile, vai oferecer um número de voos reduzido nos mercado domésticos, para conseguir manter uma conectividade mínima entre os países, segundo o grupo. No Brasil, o grupo diminuiu a oferta de voos para 483 por semana em território nacional.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

A Gol ainda não informou o seu planejamento de ofertas de voos para maio, segundo o Valor Econômico. A Azul Linhas Aéreas foi a única empresa que anunciou abertura de novas frequências de voos. No mês de abril, a companhia aérea havia reduzido seus voos em 90%, para 405 por semana.