Empresa de tecnologia em saúde Bionexo protocola pedido de IPO

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Bionexo/Divulgação

A empresa de tecnologia Bionexo S.A. protocolou pedido de IPO (Oferta Pública Inicial) na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Criada com o objetivo de gerar eficiência para o sistema de saúde hospitalar, a empresa atua por meio de uma plataforma que oferece soluções digitais para a área da saúde.

Com 34 mil clientes ativos, a companhia atende instituições de saúde, fabricantes e distribuidores de insumos médico-hospitalares do Brasil, Argentina, Colômbia e México

A oferta é coordenada por Itaú, Bank of America, BTG Pactual e USB BB.

Sobre a Bionexo

A Bionexo é uma empresa de tecnologia que oferece, através de um modelo de negócios Software as a Service (“SaaS”), soluções digitais baseadas em nuvem para a cadeia de valor hospitalar.

Foi fundada em 2000, e suas soluções têm o objetivo de digitalizar e automatizar a cadeia de valor do mercado hospitalar, desde o planejamento de compras, passando pela transação de insumos e abrangendo, ao fim do ciclo, o processamento de contas médicas e a relação entre hospitais e suas fontes pagadoras.

Do lado das instituições de saúde, os serviços da Bionexo estão presentes em 41% dos hospitais privados e em 48% dos leitos privados do Brasil, em 31 de dezembro de 2020.

Do lado dos fornecedores das instituições de saúde, em dezembro de 2020, a companhia contou com 32 mil fornecedores ativos.

Durante o ano de 2020, os dois lados da cadeia transacionaram mais de R$ 11,7 bilhões nas plataformas da companhia.

Detalhes do IPO

A empresa quer ser listada no Novo Mercado da B3.

A oferta deverá ser primária, com ações emitidas pela empresa e a verba sendo usada para o caixa da empresa. Mas também haverá uma tranche secundária, em que os acionistas vão vender parte de suas fatias na Bionexo.

Ainda não há dados sobre quantas ações serão vendidas, nem valores e prazos para o IPO.

Hoje o quadro societário da Bionexo compreende o fundo de investimento Prisma Bazar, com 41,58%, o Orjen Ivestments, com 30,96%, Maurício de Lázarri Barbosa, com 18,42%, e Apus Participações, com 7,90%.

Prisma Bazar e Maurício de Lázarri vão vender ações por meio da oferta.

O lucro bruto da Bionexo cresceu nos últimos três anos. Passou de R$ 43,3 milhões (2018) para R$ 51,8 milhões (2019) e R$ 58,5 milhões (2020).

A receita operacional líquida também cresceu. Assim, o indicador saltou de R$ 67,3 milhões em 2018 para R$ 76,9 milhões (2019) e R$ 90,2 milhões (2020).

Hoje o capital social da empresa é formado por 132.447.193 ações ordinárias, no valor total de R$ 132.456.853,96.