Empresa de sucesso precisa ter pessoas engajadas, diz Tevah

Giovanna Castro
Jornalista formada pela UNESP.

Nesta quinta-feira (1º), Juliano Custodio, CEO e fundador da EQI, recebeu o gestor e consultor Eduardo Tevah na live Eu Quero Investir Now. Em um bate-papo descontraído, eles falaram sobre como ter uma empresa de sucesso e ser um bom vendedor.

Com 27 anos de dedicação ao varejo de moda masculina com sua marca, Tevah atende há 10 anos empresas que buscam treinamento para suas equipes.

Ele enfatizou a importância das pessoas em uma equipe para um negócio bem sucedido.

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

“Sabia que minha empresa só daria certo se eu conseguisse capacitar os meus funcionários”, disse o empresário.

Processo estruturado e gente engajada

Em resumo, Tevah definiu que uma empresa de sucesso é aquela que tem um processo estruturado, com gente engajada.

Isso porque, disse ele, não adianta ter toda uma cadeira produtiva estruturada, se quem vai operá-la não a conhece ou não está interessado em dar o seu melhor pelo time.

Ainda pior é quando se têm funcionários empenhados e dispostos a trabalhar, mas a empresa não oferece um processo produtivo claro.

Dessa forma, cada um acaba fazendo sua tarefa “do seu jeito” e, no final das contas, o resultado pode não ser o esperado.

Bom gestor

Por isso, um bom gestor deve se reunir com cada área da empresa e discutir qual a melhor forma de realizar cada tarefa.

Estabelecer métodos e padronizações dá o tom de unidade ao negócio e facilita o processo produtivo.

Ainda sobre engajamento, Tevah explicou que pessoas só são engajadas em lugares onde são ouvidas.

“Ninguém dá o seu melhor em um lugar onde não tem voz”, comentou. E, quando não se valoriza os bons profissionais que se tem, é fácil perdê-los para a concorrência.

É necessário unir técnica, administração e gestão de pessoas.

Cargos de liderança

Um dos pontos chaves de uma empresa de sucesso é a sua liderança. Segundo Tevah, não é porque uma pessoa está em posição de liderança, que ela é de fato um líder.

O líder deve ser reconhecido pelos seus subordinados antes mesmo de ser nomeado por seus superiores.

De acordo com o gestor, 70% das pessoas em posição de liderança não sabem lidar com pessoas, inclusive donos em empresas.

“A empresa cresce mais do que a pessoa [dono da empresa]. Nesse caso, ou a pessoa se desenvolve, ou ela contrata pessoas capazes de fazer essa liderança por ela, de treinar a equipe”, completou.

Por isso, é preciso que o gestor transforme essas pessoas em líderes de fato.

Até porque, muitas vezes, essas pessoas têm alta competência técnica mas pouca competência interpessoal.

Poder do reconhecimento

O especialista ressaltou ainda o poder do elogio e do reconhecimento.

Um líder deve saber dar um feedback assertivo, com respeito e críticas positivas, de maneira a direcionar e extrair o melhor de cada funcionário.

Saber pedir ajuda e ter humildade para reconhecer que todas as pessoas têm o que aprender umas com as outras também é crucial para o desenvolvimento profissional.

A troca de experiências com cada membro da equipe contribuindo com o seu conhecimento é o motor da empresa de sucesso.

O segredo do bom vendedor

Para Tevah, o bom vendedor está alicerçado em 3 grandes pilares: conhecimento total do seu produto e do produto da concorrência, conhecimento em técnica de vendas e comportamento adequado.

O bom vendedor é aquele não só vende um produto, mas é um especialista. “Nem todo mundo gosta de vendedor, mas todo mundo respeita um especialista”, lembrou o consultor.

Dessa forma, com o conhecimento total sobre o produto, o vendedor consegue personalizar seu atendimento de acordo com cada cliente.

Necessidade do consumidor

Ele deve perguntar para o consumidor qual a necessidade dele para então recomendar o melhor negócio dentro do perfil daquele cliente.

Assim, os argumentos de vendas também devem varias de acordo com o público consumidor.

Por isso, é importante saber as técnicas de gatilhos mentais, entre outros métodos de atração comprovados cientificamente.

No caso dos investimentos, por exemplo, é essencial entender qual o objetivo da pessoa. Para que ela quer esse dinheiro? Em quanto tempo? Por isso não tem uma fórmula pronta para se dar bem investindo.

Nesse ponto contar com um assessor de investimentos faz toda diferença. Para contar com uma assessoria especializada da EQI preencha o formulário abaixo.