Embraer (EMBR3) reporta prejuízo líquido de R$ 70,2 mi no 4TRI20 e R$ 2,3 bi em 2020

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

A Embraer (EMBR3) reportou nesta sexta-feira prejuízo líquido de R$ 70,2 milhões no quarto trimestre de 2020. O valor é melhor do que o prejuízo de R$ 383,6 milhões no mesmo período de 2019.

Na base anual, o prejuízo líquido ajustado da empresa subiu de R$ 862,7 milhões em 2019 para R$ 2,37 bilhões em 2020.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Segundo a Embraer, a pandemia da Covid-19 impactou as entregas, especialmente na aviação comercial. A administração cita ainda que as receitas e despesas foram impactadas pela alta do dólar em relação ao real.

As entregas anuais da aviação comercial caíram 51% em 2020 quando comparadas às 89 entregas de 2019, enquanto as entregas da aviação executiva foram menos impactadas caindo 21% em relação às entregas do ano anterior que foram de 109 jatos (62 jatos leves e 47 jatos grandes).

Ebitda do trimestre melhora

O Ebitda ajustado da empresa foi de R$ 783,4 milhões no quarto trimestre de 2020, levando a uma margem de 8%. O resultado é melhor do que o Ebitda de R$ 270 milhões do 4TRI19, que teve 3,2% de margem.

No ano, o Ebitda da Embraer ficou em R$ 437,6 milhões, com margem de 2,2%. Em 2019, o Ebitda havia sido de R$ 725,6 milhões.

Receita sobe no trimestre, mas cai no ano

A receita líquida da Embraer subiu de R$ 8,58 bilhões (4TRI19) para R$ 9,81 bilhões (4TRI20). Ou seja, crescimento de 14%.

No comparativo anual a receita líquida caiu 10%. Assim, passou de R$ 21,8 bilhões em 2019 para R$ 19,6 bilhões em 2020.

Outros indicadores da Embraer

A empresa fechou 2020 com um caixa de R$ 14,3 bilhões, acima dos R$ 11,2 bilhões de 2019.

Ao final do ano passado a Embraer apresentava uma posição de dívida líquida de R$ 8,8 bilhões.

Em endividamento até o fim de 2020 a Embraer acumula US$ 4,5 bilhões. O prazo médio de endividamento é de 4,4 anos.

No 4T20, a Embraer reportou uma melhora significativa em sua geração livre de caixa ajustado que foi de R$ 3,709 bilhões, levando a um uso livre de caixa ajustado de R$ 4,75 bilhões em 2020.

Devido à incerteza relacionada à pandemia da Covid-19 e seus impactos na indústria, a companhia decidiu por não publicar  suas estimativas financeiras e de entregas para 2021.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

Embraer - 4TRI20