Em novembro, o fluxo cambial atingiu negativo em US$ 5,691 bilhões

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo
1

Crédito: Créditos: Agencia Brasil

Após registrar saídas líquidas de US$ 8,494 bilhões em outubro, o Brasil fechou o mês de novembro com fluxo cambial negativo de US$ 5,691 bilhões, informou nesta quarta-feira, 4, o Banco Central. A informação foi divulgada pelo site IstoÉ Dinheiro.

No canal financeiro, houve saída líquida de US$ 7,301 bilhões no mês passado. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 44,601 bilhões. E de retiradas no total de US$ 51,903 bilhões. Este segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo de novembro ficou positivo em US$ 1,610 bilhão, com importações de US$ 13,581 bilhões e exportações de US$ 15,191 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,502 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 4,108 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 8,582 bilhões em outras entradas.

De acordo com o BC, o fluxo cambial da semana passada (de 25 a 29 de novembro) ficou negativo em US$ 4,532 bilhões. Houve saída líquida de dólares do País em todos os dias da semana.

No período, ocorreu saída líquida pelo canal financeiro de US$ 4,664 bilhões, resultado de aportes no valor de US$ 13,587 bilhões e de envios no total de US$ 18,251 bilhões.

No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 132 milhões no período, com importações de US$ 4,679 bilhões e exportações de US$ 4,811 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 757 milhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 1,410 bilhão em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 2,644 bilhões em outras entradas.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374