Eletrobras (ELET6): Eletronorte conclui renegociação de dívida da CEA

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Eletrobras/Divulgação

A Eletrobras (ELET6) anunciou nesta terça (11) que a controlada Eletronorte (Centrais Elétricas do Norte do Brasil) também assinou com a Companhia de Eletricidade do Amapá, a CEA, um acordo de renegociação de dívida.

O documento visa viabilizar o recebimento dos créditos pela Eletronorte em função da atual situação econômica e financeira da CEA. Irá também, segundo comunicado da Eletrobras, auxiliar a viabilização do processo de licitação da concessão de distribuição de energia elétrica associada à transferência de controle da distribuidora.

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

A dívida renovada com a CEA será de R$ 306,18 milhões na data base de 30 de junho de 2021, e inclui o pagamento de dois subcréditos – um deles no valor de R$ 220.883.436,37 e o outro, de R$ 85.298.880,51, divididos em 24 parcelas, informa a Eletrobras.

A companhia explica: “A CEA, apenas no caso de pagamento pontual ou antecipado de cada uma das parcelas de um dos subcréditos, chamado de ‘A’, ficará desobrigada de quitar a parcela de mesmo número do outro subcrédito, o ‘B'”.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

Nesse caso, de acordo com a Eletrobras, ficará configurada a quitação automática e gratuita da parcela do subcrédito “B” pela companhia do Amapá.

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

A renegociação preserva valor para a Eletronorte em relação ao crédito atual à medida que antecipa o seu prazo de recebimento de 7,1 anos para 2 anos, pontua a controladora.

Uma das condições de eficácia do acordo, lembra a Eletrobras em nota,  é o sucesso da licitação e desestatização da CEA, prevista para ocorrer até 30 de junho de 2021.

“Os valores a receber da CEA se encontram totalmente provisionados nas Demonstrações Financeiras da Eletrobras”, diz a estatal. “A companhia avaliará potencial reversão da provisão para créditos de liquidação duvidosa à medida que forem sendo realizados os pagamentos pela CEA e à luz de sua política contábil.”

Wiz (WIZ3) anuncia parceria da Inter Seguros

A Wiz (WIZS3) comunicou que a Inter Seguros, sócia da companhia e  titular de 40% das ações ordinárias do capital social total e votante, o Banco Inter (BIDI11) e a Sompo Seguros celebraram uma parceria comercial.

O acordo tem duração inicial de 15 anos. Pela parceira comercial, a Inter Seguros poderá oferecer, no aplicativo do Banco Inter, seguros habitacionais no ramo do Sistema Financeiro da Habitação. O acordo prevê ainda cobertura de morte ou invalidez permanente, além de danos físicos ao imóvel.

Pela parceria comercial, a Sompo Seguros pagará à Inter Seguros R$ 12 milhões à vista; e R$ 152,5 milhões ao longo da duração do contrato.

A Sompo faz parte do Grupo Sompo Holdings, um dos maiores grupos seguradores do Japão e do mundo. O Grupo Sompo Holdings tem sua origem no Japão, atua há mais de 130 anos no mercado de seguros e hoje conta com subsidiárias nos cinco continentes.

 

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.