Eletrobras (ELET6) irá distribuir dividendos no valor de R$ 2,540 bi relativos a 2019

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor

Crédito: Reprodução/Facebook

A Eletrobras (ELET6 ELET3) vai distribuir dividendos relativos ao exercício social de 2019. No ano passado, foi apurado lucro líquido de R$ 10,697 bilhões.

Com a previsão legal e estatutária, a parcela correspondente a 25% do lucro líquido, equivalente a R$ 2,540 bilhões, que deve ser distribuída aos acionistas.

A preferência no recebimento dos dividendos pelos titulares são as ações preferenciais de classe “A” e “B”.

A distribuição se dá às preferenciais o montante de R$ 490,210 milhões e às ordinárias R$ 2,050 bilhões.

Além disso, conforme previsto na Lei das Sociedades por Ações, 5% do lucro líquido do exercício, correspondentes a R$ 534,856 milhões, deverá ser destinado à Reserva Legal.

Lucro

Em 2019, a Eletrobras apresentou lucro líquido de R$ 10,697 bilhões, uma redução de 19% em comparação ao lucro líquido de R$ 13,262 bilhões registrado em 2018.

O resultado de 2019 foi influenciado pelo lucro de operações descontinuadas no montante de R$ 3,285 bilhões, devido à
privatização das empresas distribuidoras iniciada em 2018 e concluída até 2T19, com a transferência da Amazonas D e
Ceal.

Também teve influência o Resultado de Participações Societárias, de R$ 8,487 bilhões, principalmente pelo resultado das empresas controladas; parcialmente compensado por provisões para contingências judiciais, no montante de R$ 609 milhões, decorrente, principalmente, das provisões relativas aos processos judiciais de empréstimo compulsório no montante de R$ 775 milhões.

Dividendos de 2018

Entretanto, com relação ao exercício de 2018, o caixa permanece fechado.

“Em 2018, devido a incapacidade financeira da companhia, foi constituída uma reserva especial de dividendos no montante de R$ 2,291 bilhões”, lembra a empresa em nota. “A incapacidade para pagamento da referida reserva remanesce, neste momento, em razão das incertezas decorrentes da pandemia mundial do coronavírus”.

A Eletrobras segue, dizendo que, “à luz de seus deveres fiduciários, entende que por ora não é prudente promover desembolsos financeiros para distribuir aos seus acionistas os recursos retidos na Reserva Especial de Dividendos, relativo ao lucro do exercício de 2018”.

E companhia alega que “o cenário econômico mundial, com repercussões ainda imensuráveis para o Brasil e o Sistema
Eletrobras, demanda reforçada cautela por parte da administração na gestão do caixa e em decisões que envolvam valores relevantes, principalmente pelo fato do Sistema Eletrobras ser responsável por atividades estratégicas no país que não podem ser interrompidas e/ou ter a qualidade comprometida pela falta de recursos para operação e manutenção de suas usinas e linhas de transmissão”.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil