Eletrobras (ELET3): parque eólico da Chesf inicia fase de testes

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução / YouTube / Chesf

A Eletrobras (ELET3 ELET5 ELET6) informou nesta terça-feira (15) que foi energizado, em fase de teste, o parque A do Complexo Eólico Casa Nova I, da sua controlada Companhia Hidro Elétrica do São Francisco, a Chesf.

O Parque A, situado na Bahia, é formado por 18 aerogeradores com capacidade de 1,5 MW cada.

O total é de 27 MW de capacidade instalada.

EmpreendedorismoTécnicas para Renda Fixa. Tendências. Privatizações. Estratégias para proteção de investimentos.

Tudo isso hoje na MoneyWeek

Trata-se de “energia limpa e renovável capaz de atender cerca de 22.000 residências”, ressalta a Eletrobras em nota.

“Após a retomada das obras em 2019, foram investidos cerca de R$ 39 milhões para conclusão do Parque A, que representará um incremento na receita anual da Chesf na ordem de R$ 11 milhões”, conclui.

Outros parque eólicos

A Chesf também está implantando os parques eólicos corporativos próprios Casa Nova, Casa Nova II e Casa Nova III.

Os empreendimentos totalizam 232 MW e estão situados no município de Casa Nova (BA).

O investimento da Chesf nesses parques eólicos é da ordem de R$ 1 bilhão.

Em janeiro deste ano, a Chesf energizou os aerogeradores dos Complexos Eólicos Pindaí I, II e III, também na Bahia.

A conclusão desse empreendimento representa um incremento de 110 MW de capacidade instalada da Chesf.

Além disso, corresponde a uma receita anual de R$ 70,7 milhões.

BIOMM (BIOM3) informa Prazo de Exercício do Bônus de Subscrição

A BIOMM (BIOM3) comunicou hoje que no período de 1º a 30 de outubro de 2020 serão exercíveis os bônus de subscrição atribuídos aos acionistas subscritores das ações emitidas no âmbito do aumento do capital social aprovado 3 de outubro de 2019.

Após a data estipulada, eles perdem o valor e são extintos do direito do acionista exercer o bônus.

Foram emitidos 645.850 bônus, de modo que cada 20 novas ações ordinárias deram direito a um bônus de subscrição.

Os bônus de subscrição não possuem valor de emissão.

São apenas uma vantagem adicional aos compradores das ações quando do aumento de capital.

Cada bônus confere a seu titular o direito de subscrever uma ação ordinária da BIOMM.