Ecorodovias (ECOR3) tem tráfego menor; Copel (CPLE6) dividirá JCP

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Ecorodovias/Divulgação

A Ecorodovias (ECOR3) informou nesta quinta-feira (18) que em função da pandemia do novo coronavírus o volume de veículos nas estradas caiu 25% entre 16 de março e 16 de junho em comparação com o mesmo período no ano passado. No último balanço, o recuo havia sido de 25,4%. Os números são prévios e estão sujeitos a revisão.

As maiores quedas foram registradas na Ecoponte (-42,3%), em Niterói (RJ), e na Ecopistas (-42,4%), Itaquaquecetuba (SP). Mas a Ecovia dos Imigrantes, em São Bernardo do Campo (SP), também teve queda significativa de -24,1%.

A única concessionária que teve aumento de tráfego foi a Ecovia Caminho do Mar, em São José dos Pinhais (PR). Ou seja, houve um aumento de 15,2% de tráfego com relação ao mesmo período de 2019.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

No acumulado prévio do ano, segundo a Ecorodovias, a queda é de 13,1% no comparativo com o mesmo período de 2019.

Copel (CPLE6) pagará JCP em duas parcelas

A Copel (CPLE6), anunciou nesta quinta-feira (18) que serão distribuídos R$ 643 milhões em JCP (Juros sobre Capital Próprio).

O montante será pago em substituição aos dividendos e será efetuado em duas parcelas.

Assim, as parcelas de R$ 321,5 milhões serão pagas em 29 de junho e até 31 de dezembro de 2020.

 

CVC (CVCB3) informa sobre participação acionária

A CVC (CVCB3) recebeu comunicação da Equitas Administração de Fundos de Investimentos informando que os fundos por ela administrados adquiriram ações ordinárias da CVC.

Em 17 de junho os fundos atingiram uma participação de 5,16%, ou seja, 7.699.200 ações ordinárias.

 

Alliar (AALR3): 15 unidades permanecem fechadas

Das 45 unidades da Alliar (AALR3) 15 permanecem com suas atividades temporariamente suspensas. Em 24 de março, todas as unidades da empresa estavam fechadas.

A empresa diz que segue monitorando os efeitos da pandemia do coronavírus e manterá os acionistas informados sobre novas ações.