Ecorodovias (ECOR3): Artesp revoga decisão que apontava desequilíbrio econômico da empresa

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Pxhere

A Ecorodovias (ECOR3) comunicou que tomou conhecimento, nesta quinta (16), sobre a decisão da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – Artesp publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo.

Conforme a publicação, a Artesp revogou a decisão que reconheceu o desequilíbrio econômico-financeiro da Ecorodovias.

Valores de depreciação

A medida foi tomada para, em até 90 dias, apurar e consolidar todos os eventos de desequilíbrio pendentes.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

O desequilíbrio econômico-financeiro da Ecorodovias se deve ao recálculo dos valores de depreciação dos investimentos da Concessionária.  Referente ao Contrato 007/CR/1998.

Em 4 de julho de 2020, a Artesp havia reconhecido a ocorrência do desequilíbrio referente à contrato de concessão firmado com a concessionária.

Segundo a Ecorodovias, o desequilíbrio corresponde ao montante de R$3.906.151,79.

No entanto, quando atualizado pela TIR e corrigido pelo IGP-M para a data base julho/2020, o valor passa para R$1.605.221.065,57.

Kepler Weber (KEPL3) abrirá Centro de Distribuição

A Kepler Weber (KEPL3) comunicou a inauguração de um novo centro de distribuição, em Cuiabá (MT).

Segundo a companhia, o novo centro será voltado para atender o segmento de Reposição & Serviços da Kepler.

“ O espaço de 3.141 m2 tem como objetivo otimizar o atendimento ao parque de equipamentos já instalado na região, agilizando a entrega das peças originais KW, garantindo ainda mais rapidez e eficácia no atendimento, principalmente aos clientes que estão próximos às novas fronteiras agrícolas, do norte e noroeste do Mato Grosso, Rondônia e sul do Pará”, declarou a companhia.

Este é o quinto centro de distribuição da Kepler Weber. Outras unidades estão em Panambi (RS), Campo Grande (MS), Cascavel (PR) e em Rio Verde (GO).