Para equipe econômica, dólar deve ir abaixo de R$ 4

Weslley Almerindo
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução / André Momberger / Focalise

Apesar da declarações do ministro da economia, Paulo Guedes, há, na equipe econômica, uma percepção de que o atual nível do dólar está exagerado e, portanto, deve se equilibrar em patamares um pouco abaixo de R$ 4. Os auxiliares de Guedes acreditam que a maior parte dos fatores que impulsionaram a alta da moeda tendem a se dissipar.

Motivos para alta do dólar

Com base na leitura de mercado, a equipe econômica destaca alguns pontos para alta do dólar em relação ao real que devem ser considerados.

A equipe crê que os movimentos recentes do real perante o dólar estão relacionados a uma combinação de turbulências do continente.

Nessa perspectiva, a piora no resultado em conta corrente e, principalmente, a decepção com a baixa participação de estrangeiros no leilão da cessão onerosa são alguns dos fatores que impactam na alta da moeda estrangeira, na visão da equipe econômica.

Acredita-se que a maior parte de tais fatores sejam conjunturais e devem se dissipar futuramente, atenuando a problemática.

Benefícios da estabilização do dólar

A equipe econômica entende que há um novo equilíbrio nos preços macroeconômicos, com juros bem menores e taxa de câmbio mais desvalorizada do que a verificada nos últimos anos e até mesmo décadas.

Ainda sim, avaliam isso como algo positivo para o país a longo prazo, economicamente falando. Além disso, é dito que só é possível essa acomodação do câmbio pelo ajuste fiscal iniciado com o teto de gastos e reforçado pela reforma da Previdência.

Futuro

Por fim, a equipe econômica destacou que o controle de gastos depende agora muito da vontade política. Nesse sentido, Propostas de Emenda à Constituição (PEC), dos fundos e a emergencial, citando ainda a reforma administrativa que foi congelada pelo presidente Jair Bolsonaro, são fatores que devem avançar.

Há uma excelente visão para o futuro do país, melhoras estão previstas e, enquanto a alta do dólar vier para assombrar, teremos ações positivas vindo para iluminar a economia da nação.

A opinião do especialista

O especialista em investimentos Paulo Filipe de Souza analisa o tema: “Um dos fatores que fizeram o dólar subir nos últimos dias foi a guerra comercial entre China e EUA. Devido à queda da taxa de juros no Brasil, o fenômeno que nós chamamos de carry trade (quando investidores tiram dinheiro de economias de países como os Estados Unidos para investir no Brasil) perdeu um pouco do interesse, já que nossa taxa de juros caiu bastante. Porém, caso as reformas do governo sigam sendo feitas no Brasil, isso pode atrair investimento estrangeiro. Já nesse final de ano a Câmara pode votar a questão do saneamento básico, e isso pode atrair bastante capital estrangeiro, fazendo o dólar cair.”

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

 


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374