Economias têm queda recorde de potencial de PIB

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Países como Brasil, Japão e Reino Unido tiveram a maior queda do PIB em suas economias. Conforme indicou a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico). As informações são do jornal Folha de São Paulo.

Vários outros países, que possuem economias globais entraram para a lista de queda do PIB, segundo os dados da OCDE. A queda ocorreu no mês de março, conforme a organização pesquisou e informou na quarta-feira (08). Atualmente, a OCDE reúne cerca de 36 dos principais países do mundo.

O cálculo responsável por indicar a queda nos números do PIB, foi o CLI. Indicador composto, responsável por projetar pontos de virada nos ciclos de negócios. Ano passado, o indicador no Brasil caiu 1,26%. Enquanto para os EUA, a queda foi de 0,39%.

O CLI consegue demonstrar movimentos de curto prazo, em relação ao potencial de longo prazo. Ele não é uma medida do grau de contração do PIB, mas um verdadeiro indicador de força. Em que, consegue demonstrar os países que entraram em fase de contração, segundo a Folha de SP.

Além de servir como uma medida de comparação, em que a OCDE pode constatar que o sinal com a crise do coronavírus é mais forte do que na época da crise financeira de 2008.  De acordo com a Organização, isso se deve ao impacto do vírus na produção, consumo e confiança, além das medidas de isolamento.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Dados referentes ao PIB

Nos próximos meses será preciso ponderar a interpretação do indicador CLI, por dois motivos, segundo a OCDE. O primeiro diz respeito a quarentena, a qual reduz mais ainda a capacidade de previsões dos negócios futuramente. E segundo, que o CLI não tem a capacidade de prever o fim da desaceleração.

Por isso, para melhorar a capacidade do indicador em relação ao PIB será necessário que os governos comecem a agir. Formulando e comunicando a tomada de estratégias, que possam ajudar a longo prazo.

Além da OCDE, a Organização Mundial do Comércio comunicou que deverá haver queda de 13% a 32% no comércio internacional de bens. Devido também a pandemia gerada pelo coronavírus.