Economia de Hong Kong entra em recessão pela 1ª vez em uma década

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Pela primeira vez em 10 anos, a economia de Hong Kong encolheu, segundos dados publicados nesta segunda-feira (3). Isso aconteceu devido às tensões da guerra comercial e aos protestos pró-democracia no território pertencente a China, conforme informou a AFP.

No ano passado, o PIB apresentou retração de 1,2% em ritmo anual, o que não era observado desde 2009.

O encolhimento no último trimestre de 2019 foi 2,9%, quando as manifestações alcançaram o auge da violência. O resultado representa o terceiro trimestre de queda seguido.

“Os incidentes sociais locais com violência durante o (quarto) trimestre tiveram um custo elevado para o ambiente econômico, assim como para as atividades relacionadas com o consumo e o turismo”, disse o governo local em um nota.

O segundo trimestre de 2019 apresentou manifestações diárias e confrontos sangrentos entre a polícia local e manifestantes.

Atualmente, Hong Kong lida com as consequências do novo coronavírus, que está prejudicando a economia local e da China continental.