AçõesInvestimentos

É hora de comprar ações!

Um tema intrigante, incerto e que apaixona muita gente: comprar ou não comprar ações? Eis a questão!

Avalie este artigo!

aluguel de ações candles 1024x576 - É hora de comprar ações!

Antes de prosseguirmos com os pensamentos, é bom deixar bem claro que:

  • Pessoas conservadoras não devem comprar ações, pois não possuem estômago para aguentar quedas expressivas de seu capital e acabam tomando ações desesperadas (seja de compra ou de venda);
  • Pessoas moderadas devem investir em ações através de fundos de ações e fundos multimercados, pois por mais que aceitem uma certa oscilação em seu patrimônio, não possuem uma força psicológica forte o bastante para aguentar EXPRESSIVAS quedas. Além disso, os moderados devem investir pouco capital nesse mercado (entre 10 e 30% no máximo),
  • Já as pessoas de perfil agressivo, essas sim podem investir parte considerável de seu patrimônio em ações. Porém, cuidado! Muitos acham que são agressivos até terem suas primeiras perdas. Já ouvi de algumas pessoas: sou agressivo para ganhar, mas quando é pra perder, sou conservador. Com essa cabeça, o investidor não sobreviverá muito tempo.
Imagem1 - É hora de comprar ações!
Investidor agressivo

Agora sim, continuando…

Como ganhar com o mercado de ações?

Parafraseando um dos muitos professores desse mercado a que tive acesso, o ilustre Jorge Araujo, grafista de Brasília me disse certa vez: “ganhar dinheiro no mercado de ações é muito fácil, basta comprar barato e vender caro”. Talvez, essa seja a frase mais proferida quando o assunto é mercado de ações.

Imagem1 1 - É hora de comprar ações!
Comprar barato, vender caro

Quando está barato? Quando está caro?

Não existe nenhuma verdade absoluta em renda variável. Mas, a experiência mostra que o melhor é comprar ações quando há muita incerteza, medo, angústia e pânico, pois são nesses momentos que as ações estão sendo vendidas a preços de banana. E a hora mais correta de vender é na calmaria, no otimismo, no momento em que aparece alguém de classe média estampado na revista exame com os dizeres “eu ganhei um milhão de reais na bolsa de valores”.

Nesses momentos de otimismo, de certezas, é que as ações estão sendo negociadas a preços astronômicos. E é aí que vamos vender!

Como identificar esses momentos?

Acho que o que vale é o sentimento! Olhe à sua volta; olha aos seus pares: eles estão com medo? Compre ações! Eles estão otimistas? Venda ações.

Imagem1 2 - É hora de comprar ações!
Charge do Giancarlo, reproduzida do Arquivo Google
Algo me diz que, olhando o longo prazo, é hora de comprar ações...

Alguns vão me dizer: “Ah Denys, mas há técnica para fazer isso; você está sendo muito vago!”

Toda técnica é falha; dá certo algumas vezes; dá errado outras tantas vezes. Mas, se fosse para descrever alguns argumentos técnicos, eu começaria com esses:

  1. Em 2008, até então topo histórico, antes da crise do subprime americano, o Ibovespa estava em 74 mil pontos. Hoje está em 77 mil pontos. Aparentemente, estamos próximo do topo. Mas, se formos acrescentar a inflação do período (cerca de 80% entre maio de 2008 e julho de 2018), o índice Bovespa iria para (74.000 x 1,80) = 133.000 pontos. Ou seja, o topo histórico de 2008 é hoje 133 mil pontos. A bolsa poderia quase dobrar, para atingir esse topo.
  2. Bolsa em dólar: o preço do dólar em 2008 era em torno de R$ 1,80. Então, a bolsa em dólar era cotada a (74.000 / 1,80) = 41,1 mil pontos. Hoje o dólar está em R$ 3,90; o que se traduz a uma bolsa em (77.000 / 3,90) = 19,7 mil pontos. Menos da metade do topo de 2008. É isso que o investidor estrangeiro olha! Olha uma bolsa que está valendo metade de 2008.
  3. De 2008 para cá, quanto foi o crescimento do Brasil? Veja a variação do PIB nesse período:
Imagem1 3 - É hora de comprar ações!
Fonte: IBGE

Sem considerar 2018, de 2008 para cá a riqueza do país (PIB) cresceu 16,74%.

4.  Qual é a tendência daqui para frente? Se olharmos o curto prazo, essa pergunta fica bem difícil de ser respondida, uma vez que a incerteza política é muito muito grande. Não temos nenhuma certeza de quem irá vencer as eleições. E, para a bolsa, o que importa é que as reformas estruturantes do Estado aconteçam. Ponto! Agora, se dermos um passo atrás, e olharmos a evolução histórica que estamos vivenciando, eu consigo elencar os seguintes fatos:

Em 2003, um governo de cunho socialista assumiu, e manteve a casa em ordem, com forte controle fiscal.

De 2003 a 2008, o preço das commodities explodiu e o Brasil, forte exportador, se beneficiou e enriquecem enormemente nesse período. Como a casa estava em ordem, criamos gordura pra queimar.

Imagem1 4 - É hora de comprar ações!

Até 2008 era só paz e amor…

Em 2008 veio a crise do subprime americano e o preço das commodities começou o seu ciclo de queda. Aqui no Brasil, Lula inicia medidas heterodoxas de aumento de déficit, descontrole fiscal, e impulsão da economia via criação de dívida.

Essa estratégia deu certo por um momento, até que os reais problemas da economia em descontrole fiscal começassem a aparecer.

Em 2011, assume Dilma, e a política de interferência se intensifica, com a “nova matriz macroeconômica”.

Imagem1 5 - É hora de comprar ações!

Os tropeços se intensificaram…

  • Em 2013, o povo vai às ruas, já sentindo que “as coisas não andam bem”.
  • Em 2014, Dilma é reeleita mesmo que o país já estivesse beirando à recessão.
  • Em 2015, ao reassumir o cargo, o caos se instala. O país fica ingovernável. Fica claro que a crise se instalou pelo descontrole de gastos, enorme déficit fiscal, planejamento centralizado da economia, inflação, baixa produtividade, etc.
  • Em 2016, impeachment, dança das cadeiras em Brasília. O novo governo assume com uma postura de AUSTERIDADE, controle fiscal, restabelecimento das contas públicas.
  • Em 2017, o país começa a crescer novamente, e registra PIB positivo.
  • Em 2018… a política de austeridade continua, apesar de que os ataques são constantes.

Antes da conclusão do artigo…

Faça o seu teste de perfil e conduza os seus investimentos da melhor maneira possível. Aqui no nosso site, você faz o teste de perfil do investidor de graça.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

E agora, pra onde vamos?

A meu ver, salvo um tarado ou outro que sobe no palanque eleitoral, os candidatos assumem que é preciso RIGOR FISCAL, controle dos gastos. Ora, é justamente essas as soluções corretas. Mesmo que as coisas não sejam feitas de modo 100% certo; alguma coisa boa deve vir.

A população brasileira está mudando… antigamente, era comum o jovem querer fazer parte da burocracia estatal para buscar segurança e altos salários. Hoje, grande parte dos jovens querem criar empresas, start ups, etc, com o intuito de servir a população através de produtos e serviços. O empreendedorismo virou moda.. e isso pode mudar o Brasil.

O pensamento de “Estado grande” está definhando. As pessoas estão percebendo que o Estado nada cria, e tudo suga. Essa percepção é excelente para que o Brasil volte a crescer.

Dentro desse enorme contexto, é o Brasil dar uma ajeitada no rombo fiscal, que estaremos prontos para crescer muito novamente. E, aí, as ações irão voar.

Diante disso tudo, eu como economista e como investidor pessoal, acho que é hora de comprar ações. Não digo que elas irão subir em 6 meses, 1 ano ou até 2 anos… Mas, olhando os próximos 3 anos pelo menos, consigo ver essas ações a preços bem mais altos que agora.

E você, caro leitor, o que acha?

Deixe a sua opinião para a gente!

Denys Wiese

Denys Wiese, bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e bacharel em Administração de Empresas pela Universidade Estadual de Santa Catarina (ESAG-UDESC) iniciou suas atividades profissionais no mercado financeiro em 2009 como operador de bolsa de valores. Já atuou como operador, assessor, professor e escritor, sempre em atividades ligadas às finanças. Entre 2014 e 2017, atuou também com consultoria tributária. Hoje é sócio fundador do site EuQueroInvestir, assessor de Investimentos da XP Investimentos (pelo AAI Indice Investimentos). Atua no segmento de alta renda, no aconselhamento e assessoramento em investimentos no mercado financeiro.
Contato: denys.wiese@euqueroinvestir.com

Artigos Relacionados

Close