E-commerce: vendas sobem 72,6% na 1ª metade de setembro

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

As vendas do comércio eletrônico – e-commerce – apresentaram alta de 72,6% na 1ª metade de setembro,  entre os dias 3 e 13 do mês.

O período, conhecido como “Semana do Brasil”, registrou um faturamento de R$ 3,8 bilhões no setor, de acordo com dados divulgados no estudo da Neotrust/Compre&Confie em parceria com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm).

O crescimento do faturamento foi acompanhado do aumento das fraudes.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

De acordo com a empresa ClearSale, o número de tentativas chegou a R$ 44,2 milhões no período, volume 26,4% superior ao registrado no ano passado.

Gasto no e-commerce também aumentou

A mudança de costumes, bastante atrelada à pandemia de coronavírus, também provocou um aumento no gasto médio do consumidor pelo e-commerce.

Segundo os dados da pesquisa, ele aumentou 7,3% no período em questão, no comparativo com a mesma data do ano passado.

O ticket médio foi de R$ 435, e as lojas online registraram 8,7 milhões de pedidos no período, 60,9% a mais do que nos primeiros dias de setembro de 2019.

As favoritas do comércio virtual

Telefonia, eletrodomésticos e informática puxaram a fila entre as categorias que mais faturaram no e-commerce na primeira metade de setembro.

De acordo com os números divulgados nesta quarta, o gasto médio por cliente foi de R$ 1.544, R$ 1.300 e R$ 1.021, respectivamente.

Região Sudeste foi a que mais consumiu

O estudo da Neotrust/Compre&Confie em parceria com a Abcomm também mostrou um recorte do e-commerce por região.

A Sudeste foi a que mais consumiu pelo comércio eletrônico, com 62%, seguida pela Sul, com 15%.

Na sequência, as que mais gastaram foram, pela ordem, as regiões Nordeste (14,8%), Centro-Oeste (5,7%) e Norte (1,9%).

Leia tambémGoverno Trump diz que “seguirá analisando” acordo entre TikTok e Oracle