Dúvida cruel: faço um financiamento, consórcio ou investimento?

Marcia Rozilma De Santana Santos
null

Crédito: Pixabay

Tá em dúvida do que fazer para adquirir aquele bem que você sempre sonhou? Hoje vamos falar das principais diferenças entre o financiamento, consórcio e investimento para te ajudar a fazer a melhor escolha, antes de comprar seu carro, apartamento, fazer aquela viagem ou cirurgia estética.

Se você tem pouco dinheiro e não tempo para esperar, o financiamento é a melhor opção, mas é preciso ficar atento aos juros cobrados pelas financeiras e bancos. Muitas vezes, ao financiar um bem, você terá que dar uma entrada de cerca de 20% do valor total do bem e sua dívida vai custar três vezes o valor total do item. A vantagem do financiamento é que você tem acesso ao objeto rapidamente.

Urgência

Já o consórcio é feito para aquelas pessoas que não têm o dinheiro ou urgência na aquisição do bem. Nele você participa de um grupo e paga uma parcela reajustada anualmente. Para acelerar a compra existem duas possibilidades: sorteio ou lance. A grande pegadinha dos consórcios é a taxa de administração cobrada pelas empresas e a alta das parcelas após a contemplação, ou seja, não é uma opção tão boa quanto parece.

Saiba como investir na Apple, Tesla e Google a partir do Brasi

Investir hoje para comprar amanhã. Sim minha gente, esta ainda é a melhor opção. Você pode investir com pouco dinheiro e ganhará juros com o passar do tempo. Diferentes das outras modalidades, em vez de pagar juros altos você ganhará juros te aproximando mais rapidamente do seu sonho. Procure ajuda de uma corretora ou banco e conheça os investimentos de baixo risco.

Aprendeu? Espero que sim. Escolha a sua modalidade e se programe. Nada na vida acontece sem esforço, mas todo sonho é possível com planejamento.