Dos senadores eleitos em 2018, 12 devem R$ 65 milhões à União

Dentre os 54 senadores que foram eleitos ou reeleitos nas eleições de 2018, pelo menos 12 devem dinheiro à União. É o que revela os dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Segundo o órgão, juntos, esses 12 parlamentares devem aproximadamente R$ 65 milhões em pendências previdenciárias e tributos que não foram pagos, valores que já foram inscritos na dívida ativa.

Késia Rodrigues
Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por tecnologia, investimentos e viagens.

Esses dados incluem as dívidas presentes no CPF e, também, no CNPJ das empresas as quais os eleitos figuram como sócios. O maior devedor é Jader Barbalho (MDB), senador reeleito pelo Estado do Pará. As três empresas em que o parlamentar é sócio (duas do setor de comunicação e uma do setor de agronegócios) possuem dívidas que somam R$ 57,7 milhões. Recentemente, Barbalho recorreu ao programa Refis, um programa de refinanciamento de dívidas que foi aprovado em 2018 pelo Congresso Nacional. Barbalho possui um patrimônio estimado em R$ 13,1 milhões e, além das dívidas das empresas, possui um débito registrado junto à Procuradoria da Fazenda no valor de R$ 18,5 mil.

O maior devedor entre as pessoas físicas é o senador Oriovisto Guimarães (Podemos), que é estreante no Senado Federal. O empresário foi o candidato mais votado do Estado do Paraná e possui um patrimônio declarado de mais de R$ 239 milhões. Sua dívida junto à União é de R$ 5,5 milhões. O fato é que o candidato gastou mais de R$ 3,25 milhões em sua própria campanha esse ano e, além disso, doou cerca de R$ 1,75 milhão à campanha do candidato ao Planalto Álvaro Dias, que pertente ao mesmo partido. Se os dois valores fossem somados, o montante seria algo próximo ao valor da dívida de Oriovisto junto à União.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Outros novatos no Senado também declararam patrimônios junto à Justiça Eleitoral que são superiores aos seus débitos com a União. Um exemplo é Irajá Abreu (PSD), que é filho da senadora Kátia Abreu. Considerado o senador mais novo da história, eleito aos 35 anos de idade, Irajá possui uma dívida em seu nome no valor de R$ 40,6 mil, contudo, seu patrimônio declarado é de mais de R$ 5 milhões. Para se ter uma noção mais precisa, na lista de bens declarados por Irajá, disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), há cinco veículos cujo valor estimado é de R$ 330 mil. Apenas um desses veículos, um Toyota SW4 SRV ano 2018, tem o valor estimado de R$ 135 mil.

O jornalista Jorge Kajuru (PRP), eleito pelo Estado de Goiás, afirma que possui um patrimônio de apenas R$ 95 mil. Entretanto, seu nome consta inscrito na dívida ativa da União com um montante equivalente a R$ 700 mil em tributos não pagos. Desse montante, mais de R$ 444 mil estão em nome da empresa K Produções Artísticas Ltda e aproximadamente R$ 276 mil estão em nome do futuro senador.

Processos na Justiça Trabalhista

Alguns dos eleitos para o Senado nessas eleições acumulam, além de débitos com a União, algumas ações junto à Justiça do Trabalho. Ao consultar os eleitos desse ano junto ao Tribunal Superior do Trabalho (TST), foram encontrados 13 processos, sendo cinco deles em nome de Eduardo Girão (PROS). O Senador, eleito pelo Estado do Ceará, acumula, sozinho, cinco processos registrados em companhias ligadas aos ramos de segurança e distribuição.

A maioria desses processos são de ex-empregados que alegam o não pagamento de verbas rescisórias ou depósitos previdenciários pelas empresas em que os eleitos possuem participação como sócios. O candidato Veneziano (PSB), eleito pelo Estado da Paraíba, figura como réu em um processo que tramita no TRT-13ª Região, na Paraíba, iniciado quando ele ainda era Prefeito da cidade de Campina Grande, em 2007.

Mudando de assunto…

Como andam os seus investimentos, ou, a sua vontade de investir?

Para que a nossa equipe possa ajudar na escolha da melhor aplicação para os seu dinheiro, basta preencher o formulário abaixo. Em breve, um de nossos assessores de investimentos entrarão em contato com você.

Se já quiser adiantar a nossa conversa, descubra o seu perfil de investidor, aqui no site mesmo.

[banner id=”teste-perfil”]