NotíciasPolítica

Dos senadores eleitos em 2018, 12 devem R$ 65 milhões à União

Os parlamentares estão com seus nomes inscritos na dívida ativa da União por conta de débitos previdenciários e tributos não pagos.

Dos senadores eleitos em 2018, 12 devem R$ 65 milhões à União
5 de 1 voto

Senador plenário Senado 1024x681 - Dos senadores eleitos em 2018, 12 devem R$ 65 milhões à União

Dentre os 54 senadores que foram eleitos ou reeleitos nas eleições de 2018, pelo menos 12 devem dinheiro à União. É o que revela os dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Segundo o órgão, juntos, esses 12 parlamentares devem aproximadamente R$ 65 milhões em pendências previdenciárias e tributos que não foram pagos, valores que já foram inscritos na dívida ativa.

Esses dados incluem as dívidas presentes no CPF e, também, no CNPJ das empresas as quais os eleitos figuram como sócios. O maior devedor é Jader Barbalho (MDB), senador reeleito pelo Estado do Pará. As três empresas em que o parlamentar é sócio (duas do setor de comunicação e uma do setor de agronegócios) possuem dívidas que somam R$ 57,7 milhões. Recentemente, Barbalho recorreu ao programa Refis, um programa de refinanciamento de dívidas que foi aprovado em 2018 pelo Congresso Nacional. Barbalho possui um patrimônio estimado em R$ 13,1 milhões e, além das dívidas das empresas, possui um débito registrado junto à Procuradoria da Fazenda no valor de R$ 18,5 mil.

O maior devedor entre as pessoas físicas é o senador Oriovisto Guimarães (Podemos), que é estreante no Senado Federal. O empresário foi o candidato mais votado do Estado do Paraná e possui um patrimônio declarado de mais de R$ 239 milhões. Sua dívida junto à União é de R$ 5,5 milhões. O fato é que o candidato gastou mais de R$ 3,25 milhões em sua própria campanha esse ano e, além disso, doou cerca de R$ 1,75 milhão à campanha do candidato ao Planalto Álvaro Dias, que pertente ao mesmo partido. Se os dois valores fossem somados, o montante seria algo próximo ao valor da dívida de Oriovisto junto à União.

Outros novatos no Senado também declararam patrimônios junto à Justiça Eleitoral que são superiores aos seus débitos com a União. Um exemplo é Irajá Abreu (PSD), que é filho da senadora Kátia Abreu. Considerado o senador mais novo da história, eleito aos 35 anos de idade, Irajá possui uma dívida em seu nome no valor de R$ 40,6 mil, contudo, seu patrimônio declarado é de mais de R$ 5 milhões. Para se ter uma noção mais precisa, na lista de bens declarados por Irajá, disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), há cinco veículos cujo valor estimado é de R$ 330 mil. Apenas um desses veículos, um Toyota SW4 SRV ano 2018, tem o valor estimado de R$ 135 mil.

Congresso Nacional 28170775260 1024x681 - Dos senadores eleitos em 2018, 12 devem R$ 65 milhões à União

O jornalista Jorge Kajuru (PRP), eleito pelo Estado de Goiás, afirma que possui um patrimônio de apenas R$ 95 mil. Entretanto, seu nome consta inscrito na dívida ativa da União com um montante equivalente a R$ 700 mil em tributos não pagos. Desse montante, mais de R$ 444 mil estão em nome da empresa K Produções Artísticas Ltda e aproximadamente R$ 276 mil estão em nome do futuro senador.

Processos na Justiça Trabalhista

Alguns dos eleitos para o Senado nessas eleições acumulam, além de débitos com a União, algumas ações junto à Justiça do Trabalho. Ao consultar os eleitos desse ano junto ao Tribunal Superior do Trabalho (TST), foram encontrados 13 processos, sendo cinco deles em nome de Eduardo Girão (PROS). O Senador, eleito pelo Estado do Ceará, acumula, sozinho, cinco processos registrados em companhias ligadas aos ramos de segurança e distribuição.

A maioria desses processos são de ex-empregados que alegam o não pagamento de verbas rescisórias ou depósitos previdenciários pelas empresas em que os eleitos possuem participação como sócios. O candidato Veneziano (PSB), eleito pelo Estado da Paraíba, figura como réu em um processo que tramita no TRT-13ª Região, na Paraíba, iniciado quando ele ainda era Prefeito da cidade de Campina Grande, em 2007.

Mudando de assunto…

Como andam os seus investimentos, ou, a sua vontade de investir?

Para que a nossa equipe possa ajudar na escolha da melhor aplicação para os seu dinheiro, basta preencher o formulário abaixo. Em breve, um de nossos assessores de investimentos entrarão em contato com você.

Se já quiser adiantar a nossa conversa, descubra o seu perfil de investidor, aqui no site mesmo.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Tags

Késia Rodrigues - Colaboradora Independente

Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por literatura, viagens, tecnologia e finanças.

Artigos Relacionados

Close